BATE PRONTO 37

A história impõe aos homens, principalmente aos que têm poder de decisão, grandeza, humildade e visão de futuro em quadras importantes de suas trajetórias sociais e políticas. E deles espera atitudes que façam valer suas posições de destaque. Alagoinhas, neste momento importante de sua história, exige que todos os seus segmentos sociais estejam unidos, mesmo com diferenças, para defender conjuntamente que o traçado da futura ferrovia Pernambuco/Bahia não se implante de costas para cidade, desrespeitando seu passado e comprometendo seu futuro.

Audiência I

A representatividade de Alagoinhas na audiência que o prefeito Paulo Cezar terá na terça-feira (30), em Brasília, com o ministro dos Transportes, Cesar Borges, para tratar do traçado da futura ferrovia que ligará Pernambuco e a Bahia, excluindo Alagoinhas, com destino final no município de Feira de Santana, precisa ser fortalecida. Apenas as presenças do prefeito, do deputado Luiz Argôlo, do ex-prefeito José Francisco dos Reis e da professora Iraci Gama, que estão confirmadas, não são suficientes para dar conta da complexidade do problema.

Audiência II

Ambiguidade é uma característica do prefeito PC. Quando concede entrevistas às emissoras de rádio de Alagoinhas afirma que todo mundo é bacana. Mas nos bastidores, manobra para se tornar o ator principal das ações, mesmo que não tenha conteúdo para enfrentar situações complexas, que exigem conhecimentos mais amplos, como é o caso do projeto da nova ferrovia. Manobrou para levar pessoas comprometidas com Alagoinhas, a exemplo de José Francisco dos Reis e da professora Iraci Gama, mas que estariam mais fortalecidas se contassem com as presenças de representantes de outros segmentos.

Audiência III

A Câmara de Vereadores, as forças empresariais, a Assembleia Legislativa, a União das Associações de Moradores (UAMA), a UPB, os comerciários e os estudantes não podem ficar fora desta audiência, que renderá novas esperanças, se bem conduzida, com argumentos factíveis e fortalecida do ponto de vista dos interesses de Alagoinhas pela integração de diversos segmentos, que estiveram ontem na primeira reunião do grupo que conduzirá as atividades em defesa do município.

Futuro I

Mais do que o futuro eleitoral dos políticos que militam no município, está em jogo o futuro de Alagoinhas, que contemplada com a ferrovia, dará um salto qualitativo e quantitativo de grande magnitude nos próximos anos. É hora de mitigar diferenças e fortalecer a luta em prol do desenvolvimento da cidade.

Futuro II

O tempo presente pode até conviver com a pequenez dos homens, mas a história cobra de todos nós, de maneira inexorável, atitudes de grandeza que resultem em benefícios concretos às novas gerações, que poderão se orgulhar do que foi feito no passado. Ou ter vergonha de seus antecessores. O objetivo é defender os interesses de Alagoinhas. O resto é secundário. 

Entre Rios

Moradora da zona rural de Entre Rios fez contato com o site para informar que por falta de transporte não conseguiu “tirar” sua carteira de identidade nos dias em que a unidade do SAC Móvel esteve no município. A prefeitura não teria viabilizado o transporte dos moradores das localidades mais distantes para a sede.

Desconforto

Texto publicado ontem sobre a audiência coletiva do deputado Luiz Argôlo e vários prefeitos com o governador Wagner causou desconforto em algumas pessoas. O espaço esteve e está aberto a quem desejar apresentar suas versões dos fatos, mesmo que seja apenas para suprir certas conveniências. O site  as publicará. Sem problema, mas manterá sua opinião. No jornalismo, linha editorial nunca deve estar à venda. Espaços publicitários podem ser vendidos. Mas uma coisa nada tem a ver com a outra.

Homenagem I

Os últimos dias têm sido de muita emoção para a professora Iraci Gama, incansável batalhadora pela educação e cultura de Alagoinhas. Aposentada, ela não estará mais nas salas de aula da UNEB, antiga Faculdade de Formação de Professores de Alagoinhas, instituições às quais devotou boa parte de sua trajetória docente. Duas homenagens reconheceram sua importância acadêmica e a luta para construir uma universidade forte e voltada para os interesses da sociedade.

Homenagem II

Aluno da professora Iraci Gama e companheiro de lutas memoráveis em defesa de Alagoinhas desde meados da década de 80, o editor do site se junta às homenagens prestadas à mestra de várias gerações. E relembra uma frase dita pela professora em sala aula, transcorridos quase 30 anos: “A gente estuda para ter argumentos”. O jornalismo é, por excelência, uma atividade que exige argumentações consistentes e verdadeiras. Ficaram os ensinamentos da professora Iraci Gama.

São Paulo

Hoje, em São Paulo, será conhecido o grupo empresarial que passará a controlar a jazida em que foi encontrado, no Quizambu, o minério denominado “goethita”. Os estudos preliminares indicam a possibilidade de existência de 600 milhões de toneladas a serem exploradas em até 150 anos. Agora, com a presença de um novo grupo, os estudos deverão ser aprofundados e o negócio poderá ganhar nova dinâmica. E a ferrovia, que não temos, seria fundamental para transportar o produto ao Porto de Aratu.

Maurílio Fontes

Proprietário, jornalista, diretor e responsável pelo Portal Alagoinhas Hoje