BATE PRONTO 51

Mais uma coluna para os leitores do Alagoinhas Hoje: nesta edição com notas sobre os bastidores do encontro realizado ontem por políticos oposicionistas, que unanimemente criticaram o governo do estado e a administração petista. Não poderia ser diferente. Críticas e promessas permearam os discursos. Quase todas as falas foram gravadas pelo editor do site. As promessas serão cobradas. Caravanas de vários municípios participaram do evento. Até a próxima coluna.

Encontro I

Um fato ficou claro no encontro das oposições realizado ontem em Alagoinhas: muitos políticos, como sempre acontece, miram os votos dos eleitores do município sem que tenham prestado qualquer colaboração ao desenvolvimento da cidade. De outro lado, alguns poucos munícipes tentaram se aproximar dos políticos “estrangeiros” com objetivo de “arrumar um troco”.

Encontro II

Mesmo com mais de 90 anos e uma longa trajetória política em Alagoinhas, o comerciante João Paolillo, pai do ex-deputado estadual Filadelfo Neto, permaneceu em pé durante o tempo dos discursos, que foram muitos. Provou que ainda tem resistência para enfrentar mais uma campanha política.

Encontro III

A coordenação do encontro definiu uma regra: só discursaram aqueles que pretendem ser candidatos na eleição de 5 de Outubro. Alguns nem conhecem Alagoinhas, falaram de generalidades e preferiram criticar o governo petista. Mais fácil do que falar sobre as demandas do município.

Encontro IV

Presente ao encontro, o vereador Gilson (do SAAE) Guimarães afirmou ao editor do site que votará em Paulo Souto. Para deputado federal seu voto será de Paulo Azi. Ele não adiantou o nome do candidato que apoiará à Assembleia Legislativa. Os vereadores Lenaldo Simões, Arão e Jorge da Farinha também participaram do encontro regional das oposições.

Encontro V

A conexão de internet não ajudou o trabalho da imprensa de Alagoinhas. Instabilidade e sinal fraco foram os problemas enfrentados. Aliás, poucos representantes da comunicação local apareceram.

Encontro VI

Um dos políticos mais ovacionados foi o prefeito de Salvador, ACM Neto, que garantiu ser possível ganhar a eleição de Outubro. Sexto político a discursar, ele saiu de mansinho e não ficou até o final do evento. Questões de agenda.

Encontro VII

O secretário municipal da Fazenda, Renato Almeida, considerado um quadro estratégico da administração do prefeito Paulo Cezar, esteve no Hotel Áster e participou do encontro. Outros ocupantes de cargos de confiança da Prefeitura de Alagoinhas, de vários escalões, também aplaudiram a chapa oposicionista.

Encontro VIII

Paulo Azi recebeu muitos aplausos. Afinal, estava em seu terreno político. Ainda mais com a expectativa de obter no município votação nunca antes alcançada em pleitos anteriores. O cenário o favorece, após os problemas enfrentados pelo deputado Luiz Argôlo. Os correligionários de Azi estão rindo à toa.

Encontro IX

O ex-prefeito José Francisco dos Reis, novo aliado de Paulo Azi, também esteve no encontro. Seu grupo político, que é pequeno, mas composto de gente séria, marchará com Paulo Souto na eleição majoritária. Ele foi citado pelo empresário Joaci Góes, que será candidato a vice-governador. João Fiscina, outro ex-prefeito de Alagoinhas, participou do encontro. Fiscina é um meteoro da política alagoinhense. Seu apoio é de soma zero: não influi e nem contribui. O ostracismo político é melhor lugar para ele.

Encontro X

Treze políticos discursaram ontem no Hotel Áster. O presidente da Câmara de Vereadores, Jorge Mendes (PROS), teve o privilégio de ser o primeiro a discursar. E para sua sorte o auditório já estava cheio.  No final das contas, pura coincidência: 13 é o número do Partido dos Trabalhadores, sigla criticada do início ao fim do evento. Coisas da política. A coordenação do encontro literalmente “comeu mosca”.

 

 

Maurílio Fontes

Proprietário, jornalista, diretor e responsável pelo Portal Alagoinhas Hoje