Vereador afirma que presidente do PTC traiu o partido e negocia apenas interesses pessoais – Exclusiva

Em conversa com o editor do Alagoinhas Hoje na noite da última sexta-feira, o vereador Lenaldo Simões de Menezes (PTC), que exerce o segundo mandato, acusou Jessé Bico de Pena de trair o partido e negociar com o prefeito apenas interesses pessoais e familiares, sem levar em consideração as demandas dos vereadores.

Lenaldo afirmou que o presidente do PTC entregou o partido ao prefeito e negociou posições na administração. “Quando fomos conversar com o prefeito ele nos disse que não havia espaço para nós na administração porque as negociações já haviam sido formalizadas com o presidente do partido”, salientou.

O vereador admitiu que tentou dentro do prazo legal sair do partido e migrar para outra sigla, mas Jessé, em articulação com o presidente estadual do PTC, Rivailton Pinto, não permitiu (sem a concordância dos dirigentes partidários a saída de um detentor de mandato eletivo pode gerar ação de cassação, porque no entendimento legal a cadeira ocupada pertence ao partido).

Nas negociações para a presidência da Câmara de Vereadores, de acordo com Lenaldo, Jessé tentou impor o nome de seu preferido, mas três vereadores do PTC rechaçaram de pronto sua imposição e optaram por votar em Jorge Mendes por considerá-lo o mais preparado para dirigir a Casa. “Fizemos tudo de forma transparente e dentro de critérios éticos, o que desagradou o presidente do nosso partido”, revelou Lenaldo.

O vereador afirmou ao editor do site que não é contra o PTC, mas não concorda com as atitudes do presidente do partido há muito tempo. “Insatisfeito com as discordâncias, Jessé trabalhou para minha derrota nas urnas, mas não conseguiu alcançar este objetivo”.

Administração

Em tom enfático, o vereador afirmou que as negociações de Jessé com o prefeito não deixaram nenhuma margem de manobra para os representantes do PTC na Câmara de Vereadores. “O prefeito terá que conversar com a gente, valorizando os vereadores, que têm liderança política, senão passará a contar com votos contrários”, pontou Lenaldo.

Para ele, um partido que ocupa o maior número de cadeiras no legislativo municipal precisa contar com mais respeito do Executivo. “Desafio a quem quer que seja provar que indiquei um gari para exercer funções na administração municipal”, provocou o vereador Lenaldo.

Maurílio Fontes

Proprietário, jornalista, diretor e responsável pelo Portal Alagoinhas Hoje