Secretários perdem autonomia e prefeito passa a assinar todos os processos de pagamento – Exclusiva

Na contramão das modernas técnicas da administração pública, que propõem a descentralização como um dos caminhos para a eficiência, o prefeito Paulo Cezar nos meses iniciais de seu segundo mandato passou a assinar todos os processos de pagamento da Prefeitura de Alagoinhas.

O prefeito centralizou uma tarefa quase impossível de ser concretizada com os devidos cuidados: assinar autorizações para todos os pagamentos a fornecedores da prefeitura, desde aqueles que vendem papel higiênico e água mineral (apenas para exemplificar) até grandes empresas que fazem obras nas quais podem estar envolvidas cifras milionárias.

Se as contas do mandato passado foram aprovadas o que justifica esta mudança do prefeito? Como ele conseguirá checar se todas as formalidades exigidas para os pagamentos foram cumpridas? Houve algum fato que determinou este posicionamento?

Assessores em nível de staff, os secretários municipais, para exercerem plenamente suas funções, precisam de autonomia e rapidez visando equacionar problemas que não exijam a intervenção do prefeito, que tem muitas atribuições políticas e administrativas.

A fonte que conversou com o Alagoinhas Hoje disse que a nova determinação do prefeito causou certa insatisfação interna, porque muitos pagamentos ficarão à espera da assinatura do chefe do Executivo, mesmo que os valores contidos nos processos de pagamento sejam irrisórios.

Os credores da Prefeitura, principalmente aqueles que têm valores menores a receber, estão intranquilos porque sabem que é humanamente impossível o prefeito assinar os processos no ritmo que eles precisam para saldar seus compromissos.

Maurílio Fontes

Proprietário, jornalista, diretor e responsável pelo Portal Alagoinhas Hoje