Unidade do Programa de Erradicação do Trabalho Infantil do Barreiro foi desativada

A unidade do Programa de Erradicação do Trabalho Infantil (PETI) do Barreiro foi desativada na semana passada pela Secretaria Municipal de Assistência (?) Social para dar espaço à construção da Unidade de Pronto Atendimento (UPA).

As 23 três crianças atendidas – 10 no turno da manhã e 13 à tarde – pela unidade estão sem atividades no turno distinto àquele em que deveriam (ou estão) em sala de aula.

Apesar dos boatos existentes desde o ano passado quanto à desocupação do imóvel para a construção da UPA, os funcionários da unidade do Barreiro foram surpreendidos na segunda-feira da semana passada por uma equipe de trabalhadores que apareceu com objetivo de derrubar as árvores do espaço da unidade do PETI.

Sem qualquer aviso prévio, o corte das árvores – coqueiros, jaqueiras, jambolas – foi realizado com as crianças e funcionários no imóvel, gerando riscos de acidentes.

A informação da coordenadora geral do PETI foi a seguinte: enquanto não se encontrar um novo local, as crianças e suas famílias terão que esperar.

Os funcionários foram deslocados para a unidade do Santo Antônio.

Com a palavra a Secretaria Municipal de Assistência (?) Social, que precisa apresentar explicações à sociedade.

O Alagoinhas Hoje, como tem feito, acolherá as informações do governo municipal, mas não deixará passar factóides ou manobras diversionistas que tenham como objetivo único explicar o inexplicável.

Lugar de criança não é na rua, trabalhando, ao invés de estar em sala de aula e em atividades complementares.

 

 

 

 

Maurílio Fontes

Proprietário, jornalista, diretor e responsável pelo Portal Alagoinhas Hoje