Projeto leva assistência técnica a produtores rurais

aaaa

A agricultura familiar é uma importante fonte de renda e de sobrevivência para milhares de pessoas nesta região. Dela, vêm alimentos – frutas, legumes, verduras e carnes de porco, vaca, galinha e cabrito – consumidos na região. Mas a falta de conhecimentos técnicos, muitas vezes, impede que os produtores rurais obtenham o melhor resultado de suas atividades. Essa foi a motivação da BSC/Copener para implantar o projeto Agricultura Familiar, por meio do qual os produtores recebem assistência técnica personalizada, de acordo com seu segmento de atuação.

Segundo Eliete Luiza, coordenadora de Projetos Sociais da BSC/Copener, o projeto contempla cerca de 180 famílias de pequenos agricultores que vivem em áreas próximas aos plantios florestais da empresa na comunidade Candembá (Cardeal da Silva), assentamentos Altamira I, Timbó e Vermelho (Conde), assentamentos Antônio Conselheiro, Novo Horizonte e Patizinho (Esplanada), Gamba (Entre Rios), assentamento Nova Canaã e comunidades Tauá e Terra Dura (Jandaíra) e comunidades Brejinho e Mocambo do Rio Azul (Rio Real).

“Para a realização dos trabalhos, contratamos uma empresa local, o Centro Agroecológico do Litoral Norte (Cealnor), com sede em Rio Real, que conhece a fundo a realidade dos pequenos produtores da região. Estamos fazendo reuniões de sensibilização, diagnósticos de comunidade, planejamento, dias de campo, seminários temáticos e encontros finais de avaliação, visitas de diagnósticos da unidade de produção familiar e visitas individuais de orientação técnica”, explica Eliete.

Já foram realizadas 120 visitas técnicas a agricultores locais. Durante estes encontros, os técnicos têm contato direto com a realidade de cada agricultor e identificam suas eventuais necessidades de melhoria nos processos para aumentar o retorno com a produção. Além disso, eles ajudam na detecção de pragas e doenças nas culturas e ainda orientam as famílias a respeito de programas e financiamentos disponíveis no mercado para o incremento nas atividades.

Juarez Ferreira da Silva, presidente da Associação do Assentamento Antônio Conselheiro, em Esplanada, comemora o projeto. “A gente estava sem técnico, meio abandonado, sem ninguém para dar orientação nenhuma e eles orientaram bem”. Foi uma beleza eles terem vindo. Todo mundo adorou”, afirma ele.

Fonte: BSC Copener 

Maurílio Fontes

Proprietário, jornalista, diretor e responsável pelo Portal Alagoinhas Hoje