Inflação oficial fica em 0,55% em abril e supera expectativas de mercado

A inflação oficial, medida pelo IPCA (Índice de Preços ao Consumidor Amplo), avançou para 0,55% em abril, ante 0,47% em março, e superou as expectativas do mercado. Analistas previam uma taxa de 0,47% no mês.

Segundo o IBGE, esta é a primeira vez no ano em que o índice mensal fica abaixo do mesmo mês em 2012, quando a variação foi de 0,64%.

“Esse fato não nos permite falar em tendência, porque o que pressionou a taxa em abril do ano passado foi o aumento do cigarro, um fator pontual”, explicou a economista do IBGE, Eulina dos Santos.

O resultado do mês reduz o acumulado do IPCA em 12 meses para 6,49%, abaixo do teto da meta do governo para a inflação, de 6,5%, ultrapassada em março. Para o acumulado, o mercado previa uma taxa de 6,41%.

Os remédios foram os grandes vilões da inflação do mês passado, com alta de 2,99% e impacto de 0,10 ponto percentual no índice, liderando a lista de maiores impactos de abril.

 

“Individualmente os remédios foram o que tiveram maior impacto, seguido das refeições feitas fora de casa, que empataram com a alta do item empregados domésticos”, informou a economista do IBGE, Eulina dos Santos.

Segundo ela, as refeições fora de casa e empregados domésticos tiveram juntos o mesmo impacto dos remédios, de 0,10 pontos percentual.

ALIMENTAÇÃO

Os preços do grupo alimentação e bebidas desaceleraram em relação a março e subiram 0,96%, contra 1,14% do mês anterior. Apesar disso, o grupo foi o que mais pesou na alta do índice, com impacto de 0,24 pontos percentuais.

Fonte: Folha de São Paulo

Maurílio Fontes

Proprietário, jornalista, diretor e responsável pelo Portal Alagoinhas Hoje