Demitidos da Azaleia podem ter mais parcelas do seguro desemprego

O Governo da Bahia está negociando com o Governo Federal a ampliação das parcelas do seguro-desemprego para os quatro mil demitidos do grupo Vulcabras/Azaleia em seis municípios baianos. Além disso,  o governador Jaques Wagner estuda uma alternativa de requalificar e reposicionar os trabalhadores em outros locais.
Wagner passou a semana passada em Brasília tentando obter com o governo federal a edição de mais uma medida anti-dumping para evitar a importação de calçados chineses, a preços excessivamente baixos, através de outros países, como o Vietnã.
O que parece estar afastada é a possibilidade de a Vulcabras/Azaleia recontratar os demitidos. “A empresa realmente está acumulando prejuízo grande e trabalhando para manter  de oito a nove mil empregos lá em (fábrica) Itapetinga”, declarou o governador.
Ele contou  ainda que esteve na sexta-feira passada no Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior “para ver se a gente faz um anti-dumping para outros países que estão também exportando para cá”. Ocorre que demora para  analisar a situação. “O processo precisa ser bem instruído. O ministério  vai avaliar se cabe ou não”, disse o governador.

Maurílio Fontes

Proprietário, jornalista, diretor e responsável pelo Portal Alagoinhas Hoje