Candidatos priorizam encontros para debater estratégias

Após o término da Copa do Mundo, intensificou ainda mais a atenção dos candidatos ao governo do estado para as estratégias de conquista de votos nas eleições de outubro. Depois de passarem por diferentes regiões do estado, os postulantes que buscam aquecer a campanha priorizaram em suas agendas os diálogos e planejamentos com suas equipes. Além dos contatos com os coordenadores, eles reservaram espaços para as entrevistas em rádios, canais de comunicação bastante explorados pelos pleiteantes.

A candidata Lídice da Mata (PSB) se reuniu com lideranças do interior, em Salvador, e aproveitou para conceder entrevistas. Um dos temas explorados pela socialista é a educação. “Se não fizermos uma revolução na educação e pela educação, não tiraremos a Bahia do atraso social”, citou numa rede social. Segundo ela, esse seria o caminho que poderia repercutir de forma favorável na segurança pública e na desigualdade social.

As reuniões e entrevistas preencheram o dia do candidato Paulo Souto (DEM). O democrata ampliou os canais de conversação com o eleitorado ao lançar o próprio site. Ontem ele também comentou o final da Copa e o fracasso da seleção brasileira. “Mostrou a necessidade urgente de reformulação profunda de nosso futebol”, disse.

Rui Costa (PT) se reuniu para discutir o programa de governo sobre os temas Infraestrutura e Desenvolvimento Rural. O petista focou o discurso também nas propostas para os servidores. Segundo ele, com mesa de negociação permanente, o governo tem avançado no realinhamento e progressão das carreiras de Estado. “Esta é uma iniciativa que permeou a gestão do governo Wagner, levou os servidores a conquistarem ganhos salariais históricos e eu pretendo ampliar”.

O candidato fez referência à média de 50% de crescimento salarial no período, em especial nas áreas de Educação, Saúde e Segurança Pública. O petista afirmou que vai dar destaque aos concursos públicos, avançando no trabalho das duas gestões de Wagner, quando foram admitidos 31.346 servidores, entre 2007 e maio de 2014, 94% destes nas áreas de Segurança, Educação e Saúde. Costa disse que também pretende avançar na consolidação da gestão do plano de saúde dos servidores, interiorizando as ações.

O candidato do PSOL, Marcos Mendes, se encontrou com a assessoria técnica da campanha no comitê eleitoral e Renata Mallet (PSTU) também traçou novas metas com a assessoria política da campanha, além de ter participado de debates com estudantes em universidades. O postulante Rogério Da Luz (PRTB) conversou com os candidatos a deputados estadual e federal e gravou programas eleitorais.

Fonte: Tribuna da Bahia

Maurílio Fontes

Proprietário, jornalista, diretor e responsável pelo Portal Alagoinhas Hoje