BATE PRONTO 45

Após longa ausência, a coluna está de volta com objetivo de continuar oferecendo aos leitores do Alagoinhas Hoje informações que não são encontradas em outros veículos de comunicação da cidade. A exclusividade, marca do site, está presente em algumas notas publicadas nesta quadragésima quinta coluna.  Você, leitor, pode apresentar sugestões para a coluna. Excelente leitura e até a próxima.

Autorização?

O deputado federal Luiz Argolo (SDD), que participou, em São Paulo, no último sábado, da festa de aniversário do presidente de seu partido, o também deputado federal Paulinho da Força, forçou a barra e homenageou o aniversariante em nome dos trabalhadores da Bahia. Qual a relação de Argolo com os trabalhadores baianos? Ele tem procuração das entidades representativas da categoria para falar em nome dos assalariados? O deputado precisa mudar seu discurso para torná-lo mais crível, senão fica parecendo mero jogo de cena. No que ele também é mestre. Em sua página do Facebook, Argolo postou fotos do evento e parte de sua fala.

Indefinição

A indefinição do prefeito Paulo Cezar em relação ao nome que seu grupo apoiará à Assembleia Legislativa está elevando o stress no Paço Municipal. Palavras de um secretário: “Enquanto o prefeito não se define, ninguém faz política. Está tudo parado aguardando a definição dele”.  O mês de Fevereiro será crucial para quem for escolhido (a). As alianças em eleições proporcionais são quase sempre fechadas com grande antecedência. Adiar demais só prejudicará o (a) candidato (a) oficial.

Apoio

Há uma tendência, que pode ser confirmada até Março, do apoio do Grupo Chico Reis à candidatura do deputado Paulo Azi à Câmara dos Deputados. Na verdade, a candidatura de Azi está atrasada há 12 anos, pois em 2002 ele pretendia ocupar a vaga deixada por seu pai, Jairo Azi, que exerceu vários mandatos em Brasília. ACM barrou suas pretensões e centrou fogo na candidatura de ACM Neto, que hoje tem Paulo Azi como candidato preferencial. Coisas da política.

Candidaturas

Em um município com pouco mais de 100 mil eleitores, Alagoinhas terá apenas duas candidaturas competitivas à Assembleia Legislativa: a do deputado Joseildo Ramos, que tentará renovar seu mandato, e aquela que for apoiada pelo grupo do prefeito Paulo Cezar. Muitos outros pretendentes irão se apresentar, como é natural, mas poucos terão os votos necessários para chegar ao Palácio Luís Eduardo Magalhães. Alguns, ao contrário de seus prognósticos, terão votação pífia. É só esperar para ver.

Opção

O empresário Altino Junior, filho de Altino Rocha, ex-vice-prefeito de Alagoinhas no segundo mandato de Judélio Carmo (1983/88) precisa definir sua atuação: ou mergulha nas lides empresariais ou faz política, na condição de principal representante do deputado federal Luiz Argolo na cidade. As duas atividades, segundo analistas, são incongruentes e prejudicam a imagem do deputado, que pretende renovar seu mandato em Outubro para permanecer em Brasília.

Retorno

O radialista Vanderlei Soares retorna hoje ao comando do Programa Linha Aberta. Na pauta, uma série de temas de interesse público – estádio Antônio Carneiro, binário central, restaurante popular, ferrovia e as questões vinculadas ao Hospital Dantas Bião, unidade de saúde que “desatende” a população de Alagoinhas. O programa é veiculado pela 93 FM.

Fôlego I

A insistência da administração municipal em validar a seleção pública sob a responsabilidade da empresa Planejar deu fôlego à atuação do vereador Radiovaldo Costa (PT), que conseguiu transformar o mês de Janeiro, tido como morto para a política, em um período de grande visibilidade para ele, a despeito de certos exageros em suas afirmações veiculadas pela mídia eletrônica de Salvador. Segundo uma fonte, que solicitou anonimato, o vereador estaria preparando outra denúncia com grande teor bombástico. É esperar para conferir.

Fôlego II

Com atuação pífia, tanto no caso da cooperativa de saúde quanto no episódio da Planejar, o procurador jurídico da Prefeitura de Alagoinhas, Ricardo Marcolin, demonstrou não estar preparado para ascender às luzes da ribalta. Titubeou em várias oportunidades, defendeu as empresas quando deveria ter sido assertivo nas argumentações que respaldassem os processos licitatórios.

Ferrovia

Os políticos que não defendem a manutenção da ferrovia em Alagoinhas deveriam ser repudiados pelos eleitores. O novo traçado, que exclui o município, a despeito da nossa antiga vinculação com os trilhos, representará grandes perspectivas para Feira de Santana e prejuízos enormes no que se refere às vantagens competitivas de Alagoinhas. Hora de cobrar posicionamentos mais firmes daqueles que tiveram votos dos alagoinhenses e que brevemente retornarão à cidade.

Eleição I

Benedito Vieira, presidente do Sindicato do Comércio de Alagoinhas (SINCOMÉRCIO) compõe a chapa situacionista que disputa o comando da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado da Bahia (FECOMÉRCIO). Alagoinhas e seus empresários, em razão da recente ascensão econômica da cidade, precisam ocupar mais espaços em entidades regionais. Vieira é candidato ao cargo de terceiro vice-presidente da federação na chapa de Carlos Andrade, atual vice da entidade.

Eleição II

Benedito será ainda conselheiro do SESC e SENAC, braços sociais do setor comercial. Dois empresários de Alagoinhas – Bastos, da Casa dos Presentes, e Josaelson, da loja Império dos Calçados, indicados por Vieira, assumirão, respectivamente, uma diretoria da FECOMÉRCIO e a função de delegado junto à entidade. Para Benedito, em mais de 50 anos de existência da entidade regional, Alagoinhas nunca foi tão prestigiada quanto está sendo neste momento. A liderança de Benedito no comércio de Alagoinhas e região é incontestável.

 

 

Maurílio Fontes

Proprietário, jornalista, diretor e responsável pelo Portal Alagoinhas Hoje