BATE PRONTO 38

Uma nova coluna está à sua disposição, caro leitor do Alagoinhas Hoje, com notas sobre temas variados que certamente ampliarão seu nível de informação sobre o acontece na cidade e aquilo que deveria acontecer, mas que sob a responsabilidade do poder público município, se transforma em verdadeiras miragens.

É preciso que o governo enfrente e supere os grandes problemas de Alagoinhas, que se depara no momento atual com a possiblidade concreta de ser prejudicada por uma decisão em nível federal, que com uma canetada, poderá causar graves transtornos ao município.

Transferência

O Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (CMDCA) não aceita a transferência da sede do Conselho Tutelar (CT) do centro da cidade para a Cavada. Quer que a prefeitura alugue um imóvel bem localizado, como determina a lei, com objetivo de facilitar o acesso ao CT. Os conselhos esperam a resposta do governo até o dia 6.

Ferrovia

Os discursos oficiais quanto à preservação dos interesses de Alagoinhas no que se refere ao traçado da nova ferrovia não são acreditáveis e parecem mais manobras diversionistas visando ganhar tempo para que as coisas se assentem em favor de Feira de Santana, a grande vitoriosa nesta questão.

Representante

Que o governo municipal joga dinheiro fora não há dúvida. Basta verificar as obras paralisadas, que oneram o erário e impõem ações de retrabalho. Melhor seria investir recursos na contratação de um representante em Brasília para acompanhar projetos do interesse de Alagoinhas e evitar que surpresas do naipe da nova ferrovia prejudiquem o desenvolvimento econômico do município.

Audiência

Na segunda-feira, 5 de Agosto, representantes do SINDIFERRO e o deputado estadual Joseildo Ramos (PT) terão audiência com o diretor geral em exercício da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT), Jorge Luiz Macedo Bastos, com objetivo de discutir os desdobramentos da resolução da agência que permite a desativação de trechos ferroviários da VLI em diversos estados, dentre os quais estão incluídos os da Bahia. E de Alagoinhas.

Publicidade

Está em curso a licitação para contratação de agência de publicidade que terá a conta da Prefeitura de Alagoinhas nos próximos anos. Uma fonte bem informada, sob a condição de anonimato, revelou que existem muitos interesses envolvidos neste jogo. As cartas já estariam marcadas? A conferir.

Operador

O secretário de Governo, João Rabelo, continua operando para aparar as “arestas” com a imprensa local e assim impedir que o prefeito Paulo Cezar, apesar das grandes dificuldades do segundo mandato, seja criticado nos microfones radiofônicos. Prefeito e secretário cometem um erro básico: querer unanimidade em um momento que o Brasil e o município precisam do contraditório. Já dizia o sábio Nelson Rodrigues, jornalista e escritor, “que toda unanimidade é burra”. Mas mesmo assim PC e seu operador a perseguem.

Faturas

Além dos caçambeiros que prestam serviço à Secretaria de Infraestrutura, mas não recebem suas faturas, como denunciado pelo site, os operadores de máquinas também estariam com seus pagamentos atrasados há vários meses. Provas cabais da completa falta de gestão da SEINFRA. Os grandes empreiteiros também não recebem?

Release

O Alagoinhas Hoje publicou na quarta-feira release originário da assessoria de comunicação do deputado federal Luiz Argôlo (PP). Foi o primeiro que chegou desde o início das atividades do site, em 26 de Novembro de 2012. As publicações serão contínuas se a assessoria mantiver o fluxo de informação. O site, entretanto, manterá sua opinião quanto aos fatos políticos envolvendo o deputado, cobrando dele posturas mais claras e fortes em defesa de Alagoinhas.

Coluna

Após um período ausente de sua coluna, o professor doutor Jorge Damasceno está trabalhando em um novo texto que será publicado no próximo domingo, para a satisfação de seus leitores. A parceria entre o Alagoinhas Hoje e o professor tem apresentado bons resultados, aferidos pela audiência da coluna História e Memórias.

Orçamento

O governo federal contingenciou alguns bilhões em seu orçamento. Na mesma linha, o governo estadual pretende economizar um valor ainda não definido, mas que supera, segundo informações, R$ 250 milhões. Quando a Prefeitura de Alagoinhas fará o mesmo? Está na hora dos cortes, porque a economia enfrenta problemas sérios e não dá mais para jogar dinheiro fora.

Maurílio Fontes

Proprietário, jornalista, diretor e responsável pelo Portal Alagoinhas Hoje