BATE PRONTO 26

Depois dos festejos juninos, a coluna Bate Pronto está de volta para oferecer aos leitores do Alagoinhas Hoje notícias de bastidores e informações sobre o Transbaião, que concentrou nos últimos dias a atenção de parte daqueles alagoinhenses que gostam de política e desejam saber as formas de financiamento do projeto, que não estão muito claras. A transparência se impõe neste caso e cabe aos organizadores do evento esclarecer as questões nebulosas que permeiam o Transbaião.

Transbaião I

Alagoinhas é uma cidade muito importante e não deve aceitar o protagonismo do deputado Luiz Argôlo. Mas foi o que aconteceu no Transbaião, com o espaço da festa sendo transformado em palco para ele, que aparentemente, não têm mais espaço político em Entre Rios.

Transbaião II

Goste-se ou não dos métodos do prefeito Paulo Cezar, o protagonismo nestes eventos, sem que haja promoção pessoal, vedada em lei, deve ser capitaneado por ele, legitimamente eleito pelo povo alagoinhense. Mas no Transbaião PC ocupou posição secundária, porque todo espaço esteve à disposição da família Argôlo.

Transbaião III

Convivendo ciclicamente, o prefeito e o deputado federal Luiz Argôlo têm momentos de amor e ódio. O staff do deputado deveria ter tratado melhor o staff do prefeito, que segundo uma fonte do site, não teve os salamaleques de praxe nestas ocasiões festivas.

Transbaião IV

O deputado tentou capitalizar a presença da multidão nos dois dias de festa já pensando na eleição de 2014. Tentou capitalizar sem a presença do prefeito Paulo Cezar, que no segundo dia não compareceu ao evento. É por estas e outras situações que Luiz Argôlo continuará sendo rejeitado pela maioria do povo alagoinhense, que não aceita patrões políticos.

Transbaião V

Um leitor do Alagoinhas Hoje fez contato e registrou que o prefeito provou de seu próprio veneno, pois “está acostumado a desprezar lideranças e a ocupar a ribalta politica sozinho, sem dar espaço a ninguém”. Palavras do leitor. Luiz Argôlo deu um sonoro by-pass no prefeito, que não faturou nada em relação ao Transbaião.

Carta

Apoiador de primeira hora do Grupo Vem Pra Rua Alagoinhas, o site faz uma crítica construtiva: erros primários de língua portuguesa não são aceitáveis em nenhum documento, quanto mais em uma carta aberta. Demonstra desmazelo com a língua pátria.

Concorrência

A manifestação de amanhã nas ruas de Alagoinhas terá a concorrência da partida entre Brasil X Uruguai. Estrategicamente a mudança pode ter tido suas razões, contudo, disputar espaço com a seleção brasileira será um risco. Tomara que tenha sido um risco calculado.

SAAE

Amanhã, a base do governo na Câmara de Vereadores votará o projeto de lei que cria cargos no SAAE e dá nova nomenclatura a funções já existentes. Mais despesas com o dinheiro público numa fase em que a economia de recursos deveria ser regra. Muitos não sabem, mas o Brasil está em crise.

Folha

Quanto a Caixa Econômica Federal pagará pela folha salarial da Prefeitura de Alagoinhas? Por quanto tempo a administração municipal repassará a folha à Caixa? Em que áreas os recursos extra orçamentários serão investidos? Muitas perguntas, poucas respostas. E pouquíssima transparência.

Normal

Em Alagoinhas muitas coisas estranhas estão se tornando normais: uma empresa, originalmente vendedora de móveis, sem nenhum veículo de porte, ganha licitação para o transporte escolar e desde o primeiro ano do mandato do primeiro mandado do prefeito Paulo Cezar “realiza o trabalho”. Em 2012, recebeu quase R$ 9 milhões e os verdadeiros donos de ônibus e de outros veículos, terceirizados pela empresa de móveis, estão insatisfeitos com valores pagos pelo quilômetro rodado.

 

 

 

 

 

Maurílio Fontes

Proprietário, jornalista, diretor e responsável pelo Portal Alagoinhas Hoje