Bate Pronto 2

Na segunda coluna Bate Pronto, cuja periodicidade ainda não está definida – se será diária, bi-semanal ou semanal -, o site traz notas de Alagoinhas, Catu e Conde com objetivo de ampliar o nível de conhecimento  dos leitores daquilo que se passa nos bastidores e de fatos que, segundo os critérios jornalísticos do Alagoinhas Hoje, mereçam estar registrados neste novo espaço. Buscando sempre a síntese, a coluna vai utilizar informações que não seriam adequadas em matérias, mas que cabem perfeitamente aqui.

Condomínio

É tanta gente da prefeitura – cargos de confiança – construindo que se poderia fazer um condomínio e diminuir os custos das edificações. Cada casa melhor do que a outra. As lojas de materiais de construção agradecem, porque os gastos são grandes.

Gado

Que gado é um bom negócio não há dúvida. Foi o que descobriu um assessor importante da prefeitura, que está dividindo pasto com um empresário que prestou serviços ao município. Nas mesas de bares não há segredo e o assunto é discutido abertamente.

Sem pauta

Quem não se comunica, se trumbica. Frase antológica do Velho Guerreiro. Procurado pela oposição, radialista disse que não tinha pauta (livre?) porque o assunto era muito sensível. Aí, sim, que deveria abrir espaço. A essência do jornalismo é incomodar e não acomodar. Mas a pauta não está livre.

Pressões

O radialista Haroldo Azi sofreu pressões na última sexta-feira para não deixar os vereadores Radiovaldo Costa e Luciano Sérgio falarem em seu programa. Apesar das ações do governo, Costa teve o espaço assegurado.

Nova AM

O empresário Barreto Góes, proprietário da emissora, disse ao editor do site que a linha editorial da empresa de comunicação é aberta a todos os segmentos sociais e políticos de Alagoinhas.

Redação I

O Regimento Interno da Câmara de Vereadores não exige o encaminhamento da redação final dos projetos aprovados ao Executivo. A afirmação é do advogado, secretário de Relações Institucionais e ex-presidente do Legislativo, Gustavo Carmo.

Redação II

Pergunta-se: como o Executivo tem conhecimento do que foi acatado, rejeitado ou emendado pelos vereadores? Ficará valendo sempre o texto originário do gabinete do prefeito, ainda na condição de projeto de lei?

Catu I

A ex-prefeita Gilcina Carvalho (PR), que não deu bola para o partido em seus oito anos de mandato, agora se reaproxima da sigla e mantém encontros com os dirigentes do Partido da República. Quais os objetivos concretos dela? Há nisso manobras diversionistas?

Catu II

A construção do site da prefeitura anda a passos de tartaruga. Parece que a administração não precisa de um instrumento oficial de comunicação. A imprensa (?) está toda dominada.

Conde

Dinheiro do FUNDEB utilizado para pagar salários atrasados de professores e funcionários da Secretaria de Educação é normal. Mas pagamentos por intermédio de sorteios é demais. O que a APLB Sindicato, entidade tão combativa, tem a dizer?

Maurílio Fontes

Proprietário, jornalista, diretor e responsável pelo Portal Alagoinhas Hoje