BATE PRONTO 136

Na manhã desta segunda-feira (16), o prefeito Joaquim Neto empossou dois secretários municipais.

Gustavo Carmo, ex-procurador autárquico do Serviço Autônomo de Água e Esgoto (SAAE), assumiu a Secretaria de Comunicação. Manoel Cardoso, irmão do mandatário municipal, é o novo gestor da Secretaria de Relações Institucionais.

Nos próximos dias, assim que for liberado pela Assembleia Legislativa, Marco Antunes assumirá a Secretaria de Governo, fechando o ciclo momentâneo de mudanças na administração joaquinista. 

SECRETÁRIOS I

Os novos secretários chegam com missões de grande monta: melhorar o trabalho comunicacional do governo, dar organicidade às ações administrativas, estabelecer planejamento real e efetivo das atividades da Prefeitura de Alagoinhas, frear o espontaneísmo do prefeito Joaquim Neto e conter as trapalhadas governamentais. 

SECRETÁRIOS II

Em menos tempo do que imaginam, entre 30 e 60 dias, os secretários começarão a ser cobrados pelos correligionários e a sociedade civil organizada. Os desacertos em 15 meses de administração foram grandes e as ações, por mínimas que sejam, precisam ser pensadas, repensadas e colocadas em prática. Os acertos, que não podem ser negados, não são percebidos pela população. 

SECRETÁRIOS III

A dupla que assumiu hoje e Marco Antunes, que em breve estará na Secretaria de Governo, poderiam trabalhar em  espaço físico mais próximo visando gerar sinergia organizacional. A sede da Secretaria de Comunicação, de forma incompreensível, funciona distante do Paço Municipal, quando deveria estar ao lado do gabinete do prefeito. Coisas do ex-secretário Geraldo Melo, completo neófito nas lides comunicacionais. 

RANKING DOS POLÍTICOS 

Matéria postada no site Alagoinhas Hoje sobre avaliação do portal Ranking dos Políticos de deputados federais e senadores gerou a maior polêmica. Os internautas desconhecem os processos do trabalho jornalístico. Muitos publicaram comentários beirando o idiotismo puro e simples, sem consistência alguma. Links do Ranking dos Políticos estão disponíveis no final da matéria. 

JURACY NÃO É CAUBY

Ontem (15), só o vereador Juracy Nascimento apareceu em evento realizado pela Secretaria de Educação, na localidade de Conceição, zona rural de Alagoinhas, para entrega das obras de requalificação da Escola Péricles Nogueira Magalhães. 

O quórum parlamentar foi baixíssimo, indicando grande insatisfação da bancada governista com o prefeito Joaquim Neto e alguns secretários. 

Bebé, vereador que representa a “região”, não participou do evento e com a ausência demonstrou sua contrariedade.

O governo terá problemas quando projetos de lei importantes chegarem ao plenário da Câmara de Vereadores.

Conceição foi um dos maiores sucessos do cantor Cauby Peixoto, que precisou usar peruca logo depois de completar 40 anos. Juracy não é Cauby, mas também gosta de Conceição. 

JOGUINHO DOS VÁRIOS ERROS

“Foram realizadas intervenções no telhado, pintura, troca de forro, impermeabilização da laje do refeitório e a construção do muro. O prefeito Joaquim Neto esteve ao lado da primeira dama Carla Reis, do Secretário Municipal de Educação, Fabrício Faro, e do subsecretário Jean Afonso, para reinauguração da unidade escolar que atende 123 alunos entre os turnos matutino e vespertino, com idade variada de 2 a 12 anos”.

Parte do release da Secretaria de Comunicação da Prefeitura de Alagoinhas sobre a requalificação da Escola Péricles Nogueira Magalhães. Vamos ao joguinho dos vários erros. 

1. Secretário Municipal de Educação: as palavras secretário e municipal não deveriam ter sido grafadas com iniciais maiúsculas. Apenas Educação.

2. Se seguisse a regra errada, subsecretário deveria ter inicial em caixa alta e não foi. Não há regras, apenas erros. 

3. A construção frasal correta é “nos turnos matutino e vespertino” e não “entre os turnos”.  Entre os turnos matutino e vespertino é o período do almoço e não hora de estudar. 

4. A SECOM parece não conhecer a necessária utilização de preposição após verbo transitivo.  Exemplo: “….para reinauguração da unidade escolar que atende 123 alunos…”. Engoliram a preposição (à 123 alunos).

5. Criação da SECOM: “…com idade variada de 2 a 12 anos”. O correto é “com faixa-etária entre 2 e 12 anos”. 

A SECOM joaquinista assaca contra a gramática da língua portuguesa. Mataram-na no release sobre a requalificação da Escola Péricles Nogueira Magalhães. E a transformam em um cadáver insepulto todos os dias. Melhor parar por aqui.

VOTOS EM 2014

Matéria publicada no site Alagoinhas Hoje em 8 de outubro de 2014, a partir de informações disponíveis no portal do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), revelou que os eleitores alagoinhenses votaram em 189 candidatos à Câmara dos Deputados e em 281 postulantes ao parlamento baiano.

Dos 63 deputados estaduais eleitos, apenas dois não obtiveram um voto sequer no município: Robério Oliveira, atual prefeito de Eunápolis, e Augusto Castro, ilustre desconhecido em Alagoinhas, que atua politicamente no Sul da Bahia.

Alagoinhas é “mãe de políticos” que nada fazem por ela e nem se lembram de suas demandas no decorrer dos mandatos.

DE FRENTE COM JUSCÉLIO

No último sábado (14), na 93 FM, foi ao ar, das 8 às 10h12, o programa De Frente com Juscélio, de forma experimental, objetivando discutir pauta variada com temas de interesse de Alagoinhas. A repercussão foi grande e os ouvintes puderam participar na segunda hora pelo Whatsapp e por intermédio de ligações telefônicas. 

DE FRENTE COM JOAQUIM I?

Uma mulher, que preferiu não se identificar, por meio de áudio, afirmou no Whatsapp do site Alagoinhas Hoje, que não consegue ter contato com o prefeito Joaquim Neto. A reclamação coincide com uma série de queixas sobre a acessibilidade ao alcaide. Dizem que Raimundo Queiroz, chefe de Gabinete, é o maior “cão de guarda joaquinista” e dificulta o acesso ao prefeito. É preciso remodelar as formas de contato (ou a falta delas) do chefe do executivo com o povo. 

DE FRENTE COM JOAQUIM II?

A agenda do prefeito de Alagoinhas, pela importância da cidade, naturalmente dificulta a proximidade com o povo. Mas exagerar na distância diária, excluindo os eventos públicos, causa prejuízos tanto para a administração quanto para a comunidade.

PROCURA-SE

A administração municipal está buscando uma pessoa com habilidade e competência para exercer as funções de coordenador do cerimonial da Prefeitura de Alagoinhas, que até aqui se revelou um fiasco total. Sugestão do articulista da coluna e editor do site Alagoinhas Hoje: após a definição do nome, o/a escolhido/a  poderia participar de curso sobre cerimonial no Senado Federal, considerado um dos melhores do Brasil, ou em São Paulo. Para acabar com a vergonha que passamos, o investimento será muito bem-vindo. 

REELEIÇÃO

Na terça-feira (24), Roberto Torres será reeleito para mais um biênio na presidência da Câmara de Vereadores de Alagoinhas. Na atual legislatura, o parlamento municipal só terá Torres como presidente (1° de janeiro de 2017 a 31 de dezembro de 2020). No próximo quadriênio (2021/2024) a reeleição não será permitida. 

DOBRADINHA BACELAR/PC I

O deputado federal João Carlos Bacelar, presidente do Podemos, fará dobradinha eleitoral em Alagoinhas e na microrregião com o ex-prefeito Paulo Cezar (PRP). Melhor para Bacelar, que com apoio cezista poderá obter votação considerável em Alagoinhas, não alcançável com votos apenas de amigos e familiares que fazem política no município. Bacelar é primo do empresário e ex-deputado estadual Filadelfo Neto. 

DOBRADINHA BACELAR/PC II

A base eleitoral do governador Rui Costa terá dois candidatos fortes à Câmara dos Deputados em Alagoinhas: o ex-prefeito Joseildo Ramos, que deverá obter votação signficativa, e o esplanadense Bacelar. Qual será a contrapartida de Bacelar a Paulo Cezar em Esplanada, sua terra natal, em tese, espaço eleitoral do deputado estadual Alex Lima? 

PAULO AZI

O deputado federal Paulo Azi (DEM), candidato à reeleição, também disputará os votos dos alagoinhenses com apoio do grupo situacionista, que controla a máquina municipal. 

JOVENS

Dois jovens se destacam em suas respectivas funções na área pública: em nível municipal, Fabrício Faro, secretário de Educação, se não é unanimidade, conseguiu alcançar elevados índices de aprovação ao trabalho que implementa desde que assumiu a pasta; na esfera estadual, com conexões em Alagoinhas, o advogado Bruno Almeida Alves, diretor administrativo e financeiro da Agência Estadual de Defesa Agropecuária da Bahia (ADAB), no período em que o ex-prefeito Paul Cezar esteve à frente da instituição, assumiu a direção-geral em substituição ao político alagoinhense. O curso natural da vida exige renovação em todos os segmentos. Renovação com competência sempre será bem-vinda. 

CUNHADA NÃO PARENTE, MAS TEM CONTRACHEQUE 

Leonel de Moura Brizola, casado com Neuza, era cunhado do então presidente João Goulart, mas como pretendia ser candidato à presidência da República em 1965, estava impedido por lei. Para tentar se desimpedir cunhou frase que ficou registrada na política brasileira: “Cunhado não é parente”. Em Alagoinhas, cunhada de um vereador está lotada na Controladoria Geral: assessora técnica com salario de R$4.617,21.  Não é parente, mas tem contracheque. 

REDES SOCIAIS 

Pelo menos um cantor alagoinhense já botou a boca no trombone: Andresson Costa postou vídeo nas redes sociais reclamando contra (suposta) perseguição da prefeitura, que resultaria em sua ausência do São João. Outro músico de Alagoinhas também reclamou, só que reservadamente, em conversa de Whatsapp com o editor do site Alagoinhas Hoje, sobre a montagem da pauta de atrações para os festejos juninos.  

“MILAGRE DA SUBVERSÃO DA LISTA”

Um dos milagres mais famosos de Jesus Cristo é o da multiplicação dos pães. Que matou a fome de muita gente. Em Alagoinhas, está na ponta da agulha o “milagre da subversão da lista” das empresas que participaram de pregão eletrônico para conrtatação de pessoa jurídica especializada em terceirização de mão de obra. Matará a fome de alguém?

ENTREVISTA 

Entrevista concedida pelo prefeito Joaquim Neto a um radialista local, nesta segunda-feira, foi de um artificialismo acachapante. O âncora estava mais interessado em “criticar os críticos” do governo do que fazer seu trabalho modorrento, enfadonho e repetitivo. Não aprendeu, esqueceu ou nunca soube as responsabilidades de um âncora radiofônico, que não é passar “manteiga” nas autoridades entrevistadas e sim atuar em consonância com o interesse público. 

Foto: Prefeito Joaquim Neto (primeiro à esquerda), Carla Reis, primeira-dama do município, Gustavo Carmo, Marco Antunes e Manoel Cardoso (último à direita). 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Maurílio Fontes

Proprietário, jornalista, diretor e responsável pelo Portal Alagoinhas Hoje