BATE PRONTO 70

A coluna Bate Pronto chega à septuagésima edição com notícias sobre os bastidores da política de Alagoinhas, foco principal deste espaço. Vamos rumo à centésima edição porque temos certeza que os leitores querem conhecer aquilo que não está visível e encontra-se sob certa camuflagem, tão ao gosto dos políticos, com as honrosas exceções. A maioria, como é sabido por todos nós, diz uma coisa e faz outra completamente diferente. Até a próxima coluna.

TELEQUETE 1

Telequete

A esposa e a amante de vereador de Alagoinhas transformaram o Centro Administrativo Municipal (CAM), situado no bairro de Alagoinhas Velha, em ringue de telequete e foram às vias de fato com agressões verbais e físicas de todos os naipes. Longe de ser um Alan Delon, o edil não estava presente para apartar a briga, pois ele tem muito amor para dar às duas. A amante é nomeada em uma secretaria. A titular invadiu o ambiente de trabalho da moça e desandou a destratá-la. Ficou feio para todo mundo, pois problemas da alcova não devem ser resolvidos em espaço público.

PR

Tudo indicava que o superintendente da SMTT, Anderson Baqueiro, assumiria o controle do Partido da República (PR) em Alagoinhas. Mas entrou boi na linha. O médico Joaquim Neto também tem interesse na legenda e a definição da direção partidária estadual está em compasso de espera.

PMDB

Joaquim Neto também estaria conversando com o PMDB e neste caso teria o apoio do prefeito de Salvador, ACM Neto, que poderá migrar para a sigla vieirista. O fato é que Joaquim deverá sair do PTC, legenda que “hospedou” sua candidatura à Assembleia Legislativa no ano passado.   

Pesquisa

Com uma pesquisa sobre cenário eleitoral de Alagoinhas em mãos, realizada pela empresa Farani Consultoria e Pesquisa, Joaquim Neto sentou-se à mesa com o prefeito de Salvador, ACM Neto, objetivando  demonstrar a viabilidade de sua candidatura. A pesquisa foi paga por uma empresa de coleta de lixo que atua em município vizinho e está guardada à sete chaves. Alagoinhas é parte dos planos desta empresa, vinculada à família de um ex-governador do estado.

Abandono

O suplente de vereador Luiz Sérgio Memo (PMDB) foi abandonado pela administração municipal, apesar da fidelidade que demonstrou nos dois anos em que exerceu o mandato. As promessas foram muitas e até agora nada. O Grupo União Alagoinhas queria sua nomeação para uma diretoria na Secretaria de Agricultura, mas não conseguiu ou não se empenhou. Ademais, a SEMAG é terra do deputado Paulo Azi (DEM), com quem Memo não possui relações políticas. 

Site

Tem site tratando das coisas de Alagoinhas que ficaria melhor na Chapada Diamantina. Mero erro geográfico ou falta de proximidade com o município? Aparentemente, os dois. Outro detalhe: dizem que o “dono” mora em São Paulo. Ai é dose cavalar. E alguns incautos ainda caem neste conto jornalístico reproduzindo matérias nas redes sociais.

Coincidências

Na licitação para agência de publicidade da Superintendência de Transporte e Trânsito (SMTT) o representante de uma empresa “apareceu” meia hora depois do prazo estipulado para o início do certame. A vitoriosa na SMTT, por seu turno, não apareceu na fase final da licitação da Câmara de Vereadores de Alagoinhas, mesmo estando à frente nos critérios definidos em edital. “Ganhou” na Câmara a que não havia comparecido no horário previsto para disputar a verba da SMTT.

PT I

As aparências enganam. O clima interno no Partido dos Trabalhadores em Alagoinhas não é dos melhores e as últimas reuniões, realizadas neste feriadão, foram tensas, com uma série de manobras diversionistas, que mais indicam do que escondem possíveis estratégias futuras.

PT II

O diretório municipal do Partido dos Trabalhadores terá que gastar muita saliva e possuir dons acima do normal, beirando a paranormalidade,  para convencer velhos parceiros sobre a viabilidade da aliança política em 2016.  PSB e PDT estiveram com o PT na eleição municipal de 2000, mas há muito tempo estão sob o arco aliancista do prefeito Paulo Cezar. O mesmo vale para o PPS.

Nanicos

Os partidos nanicos serão valiosos nas tratativas políticas pré-eleitorais e na formação de coligações partidárias para a disputa das vagas na Câmara de Vereadores de Alagoinhas e da chapa majoritária. Muitos argumento$$$$ serão apresentados aos dirigentes dos pequenos partidos que possuem comissões provisórias ou diretórios no município.

Com gás

O ex-deputado estadual Filadelfo Neto, que há 25 aos não exerce mandatos eletivos, tem dito a diversos interlocutores que está com todo gás para enfrentar, mais uma vez, a eleição à Prefeitura de Alagoinhas. Acha que desta vez vai. Mais ainda: tem disposição para investir uma polpuda quantia na campanha eleitoral de 2016.

Imagem telequete: www.mariadoresguardo.com.br

 

Maurílio Fontes

Proprietário, jornalista, diretor e responsável pelo Portal Alagoinhas Hoje