BATE PRONTO 134

Alguns secretários do prefeito Joaquim Neto, segundo fontes da coluna, não comemorarão o Natal e as festas de final de ano nos cargos hoje ocupados na Prefeitura de Alagoinhas (foto). As mudanças serão pontuais e não mexerão na espinha dorsal do primeiro escalão, mas pelo menos uma secretaria importante e com grande visibilidade terá novo titular nos próximos 30 dias (o tempo não é preciso; as mudanças poderão acontecer antes).

Secretário I

Um irmão do prefeito Joaquim Neto é especulado para assumir a Secretaria de Infraestrutura e Planejamento Urbano. O atual secretário, André Luiz, profissional com passagem reconhecida pela Prefeitura de Lauro de Freitas, não apresentou os resultados esperados e deixará a pasta para dar espaço ao irmão do alcaide.

Secretário II

Resta saber se o irmão do prefeito estará habilitado para lidar com as miudezas da política provinciana, visto que atuou por muitos anos na capital federal em uma grande construtora. Das maiores e poderosas. Ao que se sabe, o possível futuro secretário foi mais executivo do que operador das obras captadas de clientes públicos.

Secretário III

Os bastidores das mudanças no primeiro escalão joaquinista indicam os seguintes cenários prováveis: quem apostar em duas novas caras tem chance de acertar; três novos secretários são possíveis, mas improváveis; quatro secretários dificilmente serão nomeados. No fundo, o prefeito Joaquim Neto não gosta de demitir. Há um velho ditado em política: não nomeie quem não pode ser demitido. E outro: quem não demite, se omite.

PT I

Na última terça-feira, em plenária no Sindicato dos Petroleiros da Bahia (Sindipetro), o deputado estadual Rosemberg Pinto, oriundo do quadro funcional da Petrobras, falou a respeito da estratégia petista para a Assembleia Legislativa, em 2018, que considera mais pertinente. Lá pelo fim de sua fala, ele indagou: Queremos Radiola (Radiovaldo Costa) deputado estadual ou prefeito de Alagoinhas? A frase indagativa, embora sintética, deixou clara a discordância de Rosemberg Pinto em relação à candidatura de Radiovaldo Costa no plano estadual.

PT II

Em nenhum momento, Rosemberg Pinto admitiu a mínima possibilidade da candidatura do ex-prefeito Joseildo Ramos à Câmara dos Deputados. Muito pelo contrário, o presidente da Comissão de Constituição de Justiça (CCJ) da Assembleia Legislativa, a mais importante do parlamento baiano, afirmou que as candidaturas de Osni Cardoso, ex-prefeito de Serrinha, de Radiovaldo Costa e do deputado Joseildo Ramos ao legislativo estadual podem resultar na derrota dos três. E acrescentou: Joseildo é um excelente deputado. Não podemos perdê-lo. Para bom entendedor….

PT III

As posições do deputado não repercutiram bem entre os petroleiros, aliados da CUT no projeto nacional para 2018, que desejam bancar a candidatura de Radiovaldo Costa à Assembleia Legislativa. Mas o mar não está para peixe da espécie radiovaldista, ainda pequeno de acordo com os ictiologistas (especialistas no estudo dos peixes) petistas.

PT IV

O caminho de Radiovaldo Costa rumo à Assembleia Legislativa encontrará, de pronto, um obstáculo duro de ser transposto: o próprio PT. Não tem DR (Discutir a Relação) que dê jeito neste relacionamento amoroso e ao mesmo tempo odioso. O corte de cabelo poderia ser um passo. Mas só ele bastará?

Vereador I

O vereador Anderson Baqueiro, segundo fonte da coluna, carrega a Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) nas costas. Embora membro, e ao contrário de sua afirmação para o editor do site Alagoinhas Hoje, Caio Ramos, no exercício de seu segundo mandato, não tem atuado na comissão como deveria. O outro é membro é o vereador Jorge da Farinha. Um aviso antes que os intrigantes de plantão atuem nas sombras: a fonte da coluna não foi Baqueiro.

Vereador II

Pelo menos um vereador não está nem aí para a opinião pública. Como se parte dela não fosse responsável pelo assento macio que conquistou no legislativo alagoinhense. Coisas da política provinciana ainda em vigor no município.

Vereador III

Tudo indica que o ex-vereador Gilson Guimarães, derrotado por apenas 15 votos, assumirá uma cadeira na Câmara de Vereadores de Alagoinhas. Como as nuvens da política mudam muito, é melhor esperar o fato consumado. Mas os bastidores fervilham.

Sambando

A oposição ao prefeito Joaquim Neto está sambando na Câmara de Vereadores, dando o tom e ritmo à parte mais visível da atuação parlamentar, que é o plenário, nas sessões ordinárias, e em outras atividades realizadas na Casa.

Comunicação

A comunicação da Prefeitura de Alagoinhas melhorou muito nos últimos 60 dias. Nada de “folgão” nos finais de semana e feriados. Jornalistas sabem que o calendário laboral não segue as datas cívicas e nem os dias santos. Todo dia é dia de trabalho e o regime de plantão deve prevalecer. Descanso para todos só em casos excepcionais. 

 

 

Foto: Alagoinhas Hoje

 

 

Maurílio Fontes

Proprietário, jornalista, diretor e responsável pelo Portal Alagoinhas Hoje