BATE PRONTO 132

Após um longo tempo, mais de um mês, a coluna está de volta com notas sobre os bastidores da política de Alagoinhas e informações acerca da gestão municipal. As notas publicadas ontem à noite na lista do WhatsApp do site Alagoinhas Hoje mexeram com curiosidade dos leitores. Mas como o segredo é a alma da atividade, verdadeiro mantra, ninguém saberá quem é o vereador “bonitinho”. Até a próxima coluna. 

ZÉ BONITINHO I

Um vereador quase sempre direciona olhares muito especiais para estagiárias que atuam no Centro Administrativo Municipal (CAM). A lábia “vereante” está deixando os espectadores boquiabertos porque em algumas oportunidades está “colando”. O homem, em função do sucesso de suas investidas, é conhecido como Zé Bonitinho. E bota “boniteza” nisso!

ZÉ BONITINHO II

O vereador Zé Bonitinho  ligou para agradecer a não citação de seu nome em nota publicada ontem, originalmente na lista do Whatsapp do site Alagoinhas Hoje, e reproduzida acima. Como a questão não é política e sim amorosa não há motivos para tornar pública a identidade do parlamentar. Muitos estranham a desconexão estética entre o edil e a senhorita, elegante e bastante atraente, segundo quem a conhece, sempre com os cabelos ao vento.

SECRETÁRIO CARA FECHADA

Titular de uma das principais pastas do governo municipal, secretário cara fechada não tem dado nem bom dia aos “habitantes” de seu espaço laboral. Alguns, por precaução, até evitam encontrá-lo nos corredores. O poder teria subido nas alturas. Nada a ver com o gestor da Secretaria de Saúde.

NOMES

Nos bastidores, Renato Almeida e Reginaldo Paiva, secretários da Fazenda e de Administração da Prefeitura de Camaçari, respectivamente, estariam sendo sondados para um hipotético retorno ao município. Na política, tudo é possível e nada pode acontecer.

A VOLTA DOS QUE FORAM?

O clima em Camaçari não estaria respirável e como o prefeito não tem pulso, e nem visão estratégica sobre gestão pública, Helder Almeida, secretário de Governo da prefeitura, ex-prefeito do município entre 2002 e 2004 (era vice de José Tude, eleito em 2000, quando disputou o Executivo com Jaques Wagner, que optou pela Assembleia Legislativa), é quem manda na administração camaçariense. Helder, todo poderoso diante do prefeito Antônio Elinaldo, estaria boicotando sem camuflar os dois ex-secretários da Prefeitura de Alagoinhas (Renato Almeida e Reginaldo Paiva).

PC FICA I

Uma fonte que conhece os meandros da Agência de Defesa Agropecuária da Bahia (ADAB), em conversa com o editor da coluna na manhã deste sábado, em Salvador, afirmou que Paulo Cezar fica na diretoria-geral da instituição. “É uma situação muito difícil para Rui”, comentou.

PC FICA II

Mas para ficar e diminuir o tensionamentos interno, segundo o interlocutor do editor da coluna, PC não poderá invadir as diretorias técnicas. Se o fizer, terá problemas. Mas quem conhece PC sabe que ele não tem medidas e nem modos administrativos.

SMTT I

O diretor-superintendente da SMTT, Luiz Fernando, discute legalidade à mesa do almoço, mas se esquece que de forma ilegal, sem nomeação, comandou a autarquia desde o início do atual governo até ser liberado pelo governo do estado para a Prefeitura de Alagoinhas. Além de desinformado, pouco afeito ao diálogo, e desconhecedor dos atos da gestão anterior, é mal-educado.

SMTT II

Permissionários do sistema público de transporte reclamam do autoritarismo do gestor da SMTT. Algo que ele não faz questão de camuflar. Quer passar por cima de todos. Hoje, em um dos pontos de táxi do centro, ouvi muitas críticas ao PM comandante da SMTT.

SMTT III

Vereador da base joaquinista ligou para dizer que concorda com as duas notas (publicadas acima) sobre as posturas do diretor-superintendente da SMTT. Em público, por conta do alinhamento político, o edil ainda não tecerá comentários acerca da atuação do militar.

SMTT IV

Aviso ao diretor-superintendente: não tenho medo de cara feia e não fujo dos embates gerados por minha atividade jornalística.

SEM TINTA

A caneta do prefeito Joaquim Neto, segundo uma fonte da coluna, não tem tinta quando se trata de demitir amigos levados para o governo e ocupantes de primeiro escalão que ainda não apresentaram resultados necessárias para melhorar a qualidade de vida do povo alagoinhense. Tinta para nomear e falta de tinta para demitir.

NÚMEROS

Duas matérias publicadas no decorrer da semana – a primeira, sobre a morte da senhora Rosa Amorim, a segunda, registrando o imbróglio Paulo Cezar/ funcionários da ADAB -, até as 5h05 deste sábado (os números não são estacionários, embora cresçam mais lentamente) registraram no Facebook 20.668 visualizações.

SBT EM ALAGOINHAS I

Equipe do SBT, o canal de Sílvio Santos, esteve em Alagoinhas entre quarta e sexta-feira. O dia de trabalho da professora Jéssica, que atua na creche Ana Oliveira Campos, situada na rua do Catu, foi filmado pela equipe da produtora. A proposta do programa, cujo nome não foi revelado, é mostrar aos telespectadores o dia a dia de trabalho de uma professora novata no serviço público, desde o início, na madrugada, até o final do dia. A docente ingressou na Prefeitura de Alagoinhas no mês de junho. O programa será veiculado no mês de janeiro.

SBT EM ALAGOINHAS II

Os anfitriões dos profissionais do SBT foram o secretário de Educação, Fabrício Faro, e o diretor de jornalismo da Secretaria de Comunicação, Paulo Maneira, e sua equipe. Visibilidade positiva para Alagoinhas e o governo municipal, que está precisando. As filmagens aconteceram entre quarta e sexta-feira.

A professora Jéssica está no centro da foto, com blusa estampada e calça jeans. 

 

Foto cedida pelo secretário Fabrício Faro

 

 

Maurílio Fontes

Proprietário, jornalista, diretor e responsável pelo Portal Alagoinhas Hoje