Administração nega doação de terreno para instalação de empresa – Exclusiva

Na contramão do discurso governamental de atração de empresas, a administração municipal negou a doação de um terreno que viabilizaria a instalação da  PETRODART, especializada na qualificação de mão de obra para a indústria de petróleo.

Instalada atualmente em São Sebastião do Passé, a empresa tem interesse em se transferir para Alagoinhas por conta da localização mais estratégica.

A principal solicitação dos sócios ao secretário municipal de Desenvolvimento Econômico, Ranieri Miranda, em conversa que aconteceu no dia 8 de Julho, foi a doação de um terreno de até cinco mil metros quadrados.

O vereador petista Radiovaldo Costa tentou articular a instalação da empresa em Alagoinhas, mas depois de alguns dias após a reunião, foi informado pelo secretário sobre “a não existência do terreno com as características solicitadas”.

Radiovaldo atribui a negativa à questões políticas e afirma que na doação do terreno para a Central de Embalagens, aprovada pela Câmara de Vereadores, foram desmembrados 30 mil metros quadrados de uma área total de 80 mil metros pertencente ao município. “Portanto, a negativa não se sustenta na prática e deve ser atribuída apenas ao embate político”, salienta.

Entrevistado pelo jornal A Tarde, edição de ontem, o secretário Ranieri Miranda falou sobre as estratégias da administração municipal para atrair empresas e do sucesso obtido nos últimos anos.

O desenvolvimento de Alagoinhas não pode servir ao embate político e todas as ações, de quem quer que seja, devem contar com o apoio da administração municipal.

Não foi o que aconteceu no caso da PETRODART.

A administração municipal preferiu avaliar o caso sob o viés meramente político, na tentativa de evitar a capitalização do fato pelo vereador Radiovaldo Costa.

O Alagoinhas Hoje  insiste em uma afirmação já registrada noutras  matérias: o discurso público do prefeito Paulo Cezar tem um conteúdo de agregar todos aqueles que se interessam pelo desenvolvimento de Alagoinhas, mas na prática e nos bastidores, ele quer ser o ator principal da atração de empresas.

O caso da PETRODART é bastante esclarecedor e indica que o desenvolvimento industrial de Alagoinhas se tornou uma questão também política para o prefeito Paulo Cezar e não de sustentabilidade do município.

A PETRODART mantém contratos com diversas companhias do segmento petrolífero e é a única empresa da Bahia a utilizar uma sonda escola na qualificação de seus alunos.

 

Maurílio Fontes

Proprietário, jornalista, diretor e responsável pelo Portal Alagoinhas Hoje