O chefe do comitê judiciário da Câmara dos Representantes dos Estados Unidos, Jerrold Nadler, afirmou neste domingo (3) que o órgão vai investigar uma possível obstrução de justiça e abuso de poder por parte do presidente Donald Trump, de acordo com informações da agência de notícias Reuters e da rede televisiva ABC News.

Nadler disse à ABC que o comitê vai requerer, nesta segunda (4), documentos de integrantes do Departamento de Justiça, da Casa Branca, do filho do presidente, Donald Trump Jr. e de Allen Weisselberg, executivo financeiro das Organizações Trump, além de outras 60 pessoas.
“Antes de impedir [tirar do poder] alguém é preciso persuadir a opinião pública de que isso precisa acontecer”, ressaltou Nadler.

Como evidência de obstrução da justiça, Nadler citou a decisão de Trump de demitir o ex-diretor do FBI James Comey, que na época investigava as alegadas interferências da Rússia nas eleições de 2016 e que teriam beneficiado Trump. A investigação foi assumida depois pelo conselheiro especial Robert Mueller.

A investigação dura 18 meses e resultou, até o momento, em acusações contra 32 indivíduos e três empresas russas, que respondem por ataques de hackers a computadores do Partido Democrata até crimes financeiros.

 

Fonte: bahia.ba

Maurílio Fontes

Proprietário, jornalista, diretor e responsável pelo Portal Alagoinhas Hoje