Senadores querem nova eleição para presidente

lidice-c-e-pinheiro

Um grupo de seis senadores – entre eles os baianos Walter Pinheiro (sem partido) e Lídice da Mata (PSB) – anunciou, nesta segunda-feira, 18, que vai apresentar uma proposta de emenda constitucional (PEC) para que as eleições presidenciais sejam realizadas no dia 2 de outubro, junto com o pleito municipal deste ano.

A proposta está sendo redigida pelas assessorias parlamentares dos seis senadores e deve ser concluída na quarta, 20. Para que a PEC seja apresentada, é necessário que o grupo consiga 27 assinaturas de senadores.

Além dos dois baianos, os senadores João Capiberibe (PSB-AP), Randolfe Rodrigues (Rede-AP), Paulo Paim (PT-RS) e Cristovam Buarque (PPS-DF) defendem a realização das eleições presidenciais este ano.

Segundo Pinheiro, pela conversa com senadores, o grupo deverá conseguir facilmente as 27 assinaturas necessárias. O senador baiano Otto Alencar (PSD) não está no grupo, mas defende a convocação de eleições para presidente este ano, assim como para senadores e deputados federais, “já com a nova regra do jogo sem financiamento privado de campanha”.

O grupo argumenta que o objetivo não é barrar o processo de impeachment no Senado, mas sim propor uma alternativa para superar a crise. “A sociedade brasileira que foi às ruas, tanto contra como a favor do impeachment, não  deseja que o vice-presidente [Michel Temer] assuma”, diz Lídice.

Mobilização

Mesmo com o curto tempo que têm para aprovar a PEC na Câmara e no Senado até as eleições deste ano, o grupo de senadores acredita que uma mobilização da própria população pode auxiliar no andamento da proposta. “Não acreditamos que  esta crise possa se resolver em 180 dias durante um governo interino. Não vai ser fácil, mas essa ideia poderá incentivar um amplo debate com toda a sociedade”, diz a senadora.

“Esse é um bloco que  não tem conforto numa proposta nem na outra [Dilma ou Temer]. Estamos propondo é exatamente a busca de diálogo com os dois lados. Que o eleitor seja chamado para dizer quem ele quer que dirija os destinos da nação”, afirma Pinheiro.

Fonte: A Tarde

Maurílio Fontes

Proprietário, jornalista, diretor e responsável pelo Portal Alagoinhas Hoje