Tesouro Nacional venderá ações do BB em até 24 meses

Quase um ano após o governo anunciar que venderia ativos do Fundo Soberano, o Tesouro Nacional informou nesta sexta-feira, 5, que a operação com papéis do Banco do Brasil será feita em até 24 meses.

Em nota, o órgão explicou que o programa de vendas será sujeito à condições de mercado.

Serão vendidas as ações do Banco do Brasil detidas pelo Fundo Fiscal de Investimentos e Estabilização (FFIE), do qual a União é única cotista com recursos do Fundo Soberano.

O FFIE compõe o grupo de acionistas controladores do BB, detendo 3,67% do seu capital social que correspondem a 105.024.600 ações.

O Tesouro informou que recomendou à BB Gestão de Recursos, que administra o FFIE, que “envide seus melhores esforços” para que a venda das ações do Banco do Brasil ocorra de forma “mais neutra possível” em termos de impacto no preço do ativo, com o objetivo de assegurar liquidez em sua carteira compatível com a intenção de resgate das cotas.

Em 24 de maio do ano passado, o Ministério da Fazenda anunciou a venda dos ativos do Fundo Soberano, que à época somavam R$ 2 bilhões.

Na época, o órgão informou que a alienação ocorreria nos próximos anos, à medida que as condições de mercado permitirem, sempre de forma a maximizar a receita oriunda da venda dos ativos do Fundo. Parte do fundo é formada por ações do BB.

Fonte Exame

Maurílio Fontes

Proprietário, jornalista, diretor e responsável pelo Portal Alagoinhas Hoje