Estudantes fazem tributo a Raul Seixas e atraem as famílias para a escola


A arte que promove o protagonismo estudantil é a mesma arte que aproxima as famílias da escola. É nesta perspectiva que o Centro Estadual de Educação Profissional em Saúde Anísio Teixeira, localizado no bairro Caixa D’água, em Salvador, abriu as portas, nesta sexta-feira (5), para que a comunidade do entorno pudesse participar de um tributo a Raul Seixas. Trata-se da culminância de um projeto desenvolvido nas salas de aula que, nesta edição, abordou a obra e a vida deste baiano considerado um dos pioneiros do rock brasileiro.

Apresentações musicais e teatrais embalaram os convidados. Além de interpretarem músicas como “Ouro de Tolo”, “Mosca na Sopa”, “Metamorfose Ambulante”, os estudantes apresentaram composições autorais, que revelam suas percepções sobre o “Maluco Beleza”. “Eu não tinha muito conhecimento sobre Raul Seixas e acabei me interessando. Ele fazia suas músicas de uma forma muito inovadora naquela época inclusive marcada pela Ditadura. Eu não vivi a época de Raul e acabei, com este projeto, aprendendo muito com suas músicas, com o seu sucesso e sua carreira”, afirmou o estudante Admilson Vaz, 19 anos, 3º ano.

Fotos: Joseane Rodrigues
Antônio Carlos dos Anjos, 55, aproveitou o final de tarde e foi prestigiar o evento. Ele destacou a iniciativa do CEEP em abrir as portas para integrar a escola e a comunidade. “Acho isto bastante válido principalmente para as comunidades mais carentes, pois não há muitas oportunidades e a maioria das coisas ligadas a cultura têm que ser pagas. Acho, também, que isto ajuda até a resgatar os meninos de problemas maiores porque estão envolvidos com a arte na escola”, afirmou.

A estudante Maria Antônia dos Anjos, 19, veio do bairro do Saboeiro para participar e falou sobre a importância da atividade. “Esta é uma experiência muito boa. A gente aprendeu bastante coisa sobre a vida de Raul Seixas, sobre a arte, sobre tudo o que ele fazia. Uma coisa que me deixou muito encantada é que ele não gostava do método de estudo daquela época, mas isto não significa que ele não gostasse de estudar, tanto é que ele passou em três faculdades, em Direito, Filosofia e Psicologia”, destacou.

Entre os participantes do evento estava Carlos Eládio, ex-guitarrista de Raul Seixas, integrante da banda “Os Panteras”, que marcou o início da carreira de sucesso de Raulzito. Trabalhando, atualmente, com Educação Profissional, Carlos Eládio destacou a importância da música para o processo de ensino e aprendizagem dos estudantes. “A arte é transformadora e estar aqui para uma homenagem a Raulzito me faz comemorar este legado que ele deixou com sua obra e, também, o fato de ser a arte musical uma ferramenta fantástica de educação para os nossos jovens”, afirmou Eládio.

Para o professor e coordenador do projeto, Adson Brito do Velho, a arte tem promovido o amadurecimento e um maior compromisso dos estudantes com os estudos. “Percebemos que os alunos estão mais interessados pelas aulas e pela arte. É visível que eles estão desenvolvendo senso crítico, responsabilidade com o horário e com seus compromissos, respeito às diferenças e solidariedade”, afirmou, ao acrescentar que “a participação de professores, funcionários e da comunidade tem tornado o ambiente escolar mais dinâmico e atraente, um espaço de convívio e de aprendizado”.

Fonte: Ascom SEC

Maurílio Fontes

Proprietário, jornalista, diretor e responsável pelo Portal Alagoinhas Hoje