Serra boceja durante debate e Alckmin vai embora antes do final

Principais nomes do PSDB paulista no debate de terça-feira (26) entre os presidenciáveis, o governador de São Paulo e candidato à reeleição, Geraldo Alckmin, e o candidato ao Senado, José Serra, foram um termômetro do encontro, marcado pelo desânimo da plateia. Ao contrário da maioria dos políticos, Serra preferiu não se misturar à imprensa no hall de entrada. Entrou pelos fundos, ficou afastado dos correligionários no estúdio e, sem gravata, foi direto para a última fileira da plateia, acompanhado apenas por assessores.

Distraído, ele raramente olhava para o palco. Passou a maior parte do tempo mirando os lados, conversando com os assessores ou bocejando. No meio de um dos blocos, deixou seu assento e foi para o banheiro lavar o rosto.

Menos paciência teve Alckmin, que também evitou o assédio da imprensa. Ao lado de ex-governador Alberto Goldman e perto do vice de Aécio, Aloysio Nunes, assistiu ao primeiro bloco sem falar muito. Sério, driblou repórteres durante os intervalos até que decidiu se levantar e ir embora antes que o encontro acabasse.

Maurílio Fontes

Proprietário, jornalista, diretor e responsável pelo Portal Alagoinhas Hoje