Presidente da Câmara de Vereadores garantiu participação na tribuna popular de ex-conselheira do CME

Em uma sessão tensa, o presidente da Câmara de Vereadores, Jorge Mendes, contrariando o líder do Governo, Jorge da Farinha, garantiu a participação na tribuna popular da ex-presidenta do Conselho Municipal de Educação, Myrcéia Actis, como estava prevista na pauta de hoje desde a semana passada.

Jorge da Farinha tentou criar dificuldades para impedir a fala da ex-presidenta do CME, supostamente colocando em prática uma estratégia da administração para evitar possíveis desgastes.

O presidente suspendeu sessão para que os vereadores da situação e os três da oposição entrassem em acordo. No reinício dos trabalhos, apesar das manobras do governo, a participação foi assegurada.

A ex-presidenta afirmou que já estivera na Câmara de Vereadores em uma outra oportunidade para relatar as dificuldades do conselho, que de acordo com ela, persistiram até o momento da recente renúncia dos conselheiros.

Myrcéia registrou a falta de estrutura para o cumprimento das atribuições do conselho, a inexistência do regimento interno como dificultador das ações dos conselheiros e a falta de respostas aos ofícios enviados pelo CME ao secretário de Educação, Caio Castro.

Na parte final de sua fala, que durou aproximadamente dez minutos, a ex-conselheira sugeriu aos vereadores que visitassem os conselhos municipais e investigassem porque as pessoas resistem em participar e contribuir para que a legislação seja cumprida no que diz respeito à devida assistência aos conselhos.

Maurílio Fontes

Proprietário, jornalista, diretor e responsável pelo Portal Alagoinhas Hoje