População ainda não sente a crise, avalia CNI

O gerente de Pesquisa da Confederação Nacional da Indústria (CNI), Renato Fonseca, afirmou nesta sexta-feira que ainda está havendo no País a repercussão das boas notícias anunciadas pelo governo Dilma Rousseff. Ele citou como exemplo o anúncio da redução da tarifa de energia elétrica.

Segundo ele, essa notícia tem mantida elevada a aprovação do modo de governar de Dilma Rousseff, que está em 62%, conforme apurou a pesquisa CNI/Ibope divulgada nesta manhã. “Há uma estabilidade (da aprovação) durante todo o ano”, afirmou Fonseca.

Segundo ele, o noticiário econômico que divulgou o último PIB trimestral, que cresceu 0,6% ante o trimestre anterior, não repercutiu na população negativamente. “Por mais que o PIB tenha andado de lado nesse período, o que manteve esse crescimento (da economia), só teve esse crescimento por causa do consumo das famílias, embora ele venha perdendo força”, destacou.

“A crise ainda não chegou completamente à população”, acrescentou o gerente da CNI, ao lembrar que o setor que mais sentiu o impacto da crise na economia foi a indústria. Leia mais no Estadão.

Maurílio Fontes

Proprietário, jornalista, diretor e responsável pelo Portal Alagoinhas Hoje