Ninguém usa o STF para barrar o jogo, diz Barroso sobre Jucá

roberto_barroso_-_nelson_jr-sco-stf

Para o ministro Luis Roberto Barroso (STF), fala do ministro do Planejamento, Romero Jucá, de que uma medida política seria necessária para barrar investigações da Lava Jato não condiz com a realidade.

“É impensável supor que alguém tenha a capacidade de paralisar as instituições ou pensar que qualquer pessoa tenha acesso a um ministro para parar o jogo”, afirmou durante debate no Fórum VEJA, que aconteceu na manhã desta segunda-feira (23), em São Paulo. “Isso não é uma possibilidade.”

Ele afirmou que ao assumir um posto na mais alta corte do país, todo ministro do STF começa a “trabalhar para a própria biografia”. Logo, não haveria espaço para qualquer político “influenciar a decisão de um ministro do Supremo”.

Questionado se o ministro do Planejamento tinha acesso a ele, Barroso foi evasivo: “Eu recebo todo mundo que me pede audiência”.

O juiz federal Sergio Moro, responsável pelas investigações em primeira instância na Lava Jato, afirmou que o “STF tem demonstrado uma seriedade enorme na apreciação desses casos”.

Fonte: Exame

Maurílio Fontes

Proprietário, jornalista, diretor e responsável pelo Portal Alagoinhas Hoje