Lula afirma ter ‘pequeno problema’ com a imprensa

Em entrevista publicada ontem pelo jornal peruano “La República”, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva disse que tem “um pequeno problema” com a imprensa brasileira.

“Quando critico a imprensa, eles dizem que os estou atacando. Quando me atacam, dizem que estão criticando”, afirmou Lula, acrescentando, porém, que “nunca um jornal ou canal de TV deixou de receber publicidade do governo” porque o criticavam.

Ele disse, no entanto, que “os companheiros da comunicação devem compreender que um canal de TV é concessão do Estado”. “E não se pode usar uma concessão para atuar como partido político.”

Na entrevista, o ex-presidente disse que o diálogo social foi seu maior legado, e que “nunca antes no Brasil um presidente teve a possibilidade de aprovar um terceiro mandato”. “Mas não quis”.

Ao exaltar sua gestão, disse que, em 2010, decidiu “frear a economia porque o volume de comércio era muito grande e poderia gerar inflação”.

“Mas digo sempre aos empresários que não tenham dúvida do crescimento econômico do Brasil e que, antes de 2016, seremos a quinta economia do mundo.”

Prestes a embarcar para a Colômbia, Peru e Equador, Lula defendeu a criação de bloco econômico na América do Sul e contou ter falado com Dilma sobre a necessidade de “agilizar o tema Unasur”.

Ele foi lançado pelo presidente do Equador, Rafael Corrêa, à secretaria-geral da entidade, que busca aprofundar a integração entre os países sul-americanos.

Fonte: Folha de São Paulo

Maurílio Fontes

Proprietário, jornalista, diretor e responsável pelo Portal Alagoinhas Hoje