Joaquim Barbosa afirma que não é candidato à Presidência

O presidente do STF (Supremo Tribunal Federal), Joaquim Barbosa, disse em entrevista publicada ontem no jornal “O Globo” que não é candidato à Presidência e que o país não está preparado para “um presidente negro”.

Em recentes pesquisas de intenção de voto, Barbosa tem surgido como opção para as eleições do ano que vem.

O ministro afirmou ainda que nunca cogitou entrar na política, mas não esclarece se sua decisão é definitiva. As candidaturas para a disputa de 2014 só serão oficializadas em junho do ano que vem.

Barbosa citou ainda “bolsões de intolerância”, dando como exemplo “investidas” da Folha, como a reportagem que, no domingo retrasado, mostrou que o ministro adquiriu um apartamento em Miami (EUA) por meio de uma empresa que tem por sede o apartamento da União que Barbosa ocupa em Brasília.

A compra de imóvel no exterior por meio de empresa resulta em benefícios fiscais.

O ministro disse que a reportagem foi uma “invasão brutal” da sua privacidade e que “o jornal se achou no direito de expor a compra de imóvel modesto nos EUA”.

Ouvida por “O Globo”, a direção da Folha afirmou em nota que “Joaquim Barbosa ainda não está acostumado ao cargo, que o expõe ao escrutínio público e reduz sua privacidade”.

O presidente da Ajufe (Associação dos Juízes Federais), Nino Toldo, defendeu ontem uma apuração sobre as circunstâncias da compra.

Toldo afirmou ainda que a abertura da empresa configura afronta à Lei Orgânica da Magistratura, que veda aos magistrados “exercer o comércio ou participar de sociedade comercial, inclusive de economia mista, exceto como acionista ou quotista”.

Folha não conseguiu localizar ontem a assessoria do ministro.

 

Maurílio Fontes

Proprietário, jornalista, diretor e responsável pelo Portal Alagoinhas Hoje