Geddel Vieira Lima: sei o que fiz no verão passado

geddel

Em entrevista às jornalistas Simone Iglesias e Júnia Gama, o ministro Geddel Vieira Lima, da Secretaria de Governo, diz não ter medo da Lava Jato e afirma ainda que não há possibilidade de retorno da presidente Dilma Rousseff.

“Esta hipótese de a presidente Dilma reverter votos, mudar posição dos senadores, é zero. Não há hipótese de se reconstruir um governo em torno de quem perdeu as condições de governança porque cometeu crime de responsabilidade, porque não teve a capacidade de gerir o país, nem de construir uma maioria sólida. E também não existe essa história de convocar novas eleições. Isso não é um ato de vontade, o Parlamento precisa mudar a Constituição. Isto é coisa de golpista”, diz ele.

Sobre a votação do impeachment, ele defende pressa. “É o desejo de que o país saia deste sistema de interinidade, porque esta indefinição não é boa para o Brasil, não é boa para tomadas de posição, para economia, para sinalizações que precisam ser dadas para os investidores internacionais e nacionais. Portanto, é uma definição necessária para que o Brasil avance.”

Questionado sobre ser atingido pela Lava Jato, ele foi categórico. “Nenhuma chance, nenhuma chance. Eu sei o que eu fiz no verão passado”, afirmou. No entanto, ele sabe que estará nas delações de empreiteiros. “Não estou surpreso com essa citação porque todas as vezes em que me dirigi aos senhores Emílio Odebrecht e Léo Pinheiro para solicitar recursos de campanha, o fiz com clareza e dentro da lei. Os recursos recebidos estão devidamente contabilizados. Nunca tratei de assunto menor com eles.”

Fonte: Bahia 247

Maurílio Fontes

Proprietário, jornalista, diretor e responsável pelo Portal Alagoinhas Hoje