Feirão oferece carros seminovos com descontos de até R$ 5 mil

autofeirao

Seminovos com descontos de até R$ 5 mil, primeiro pagamento para março e financiamento com juros a partir de 0,99% ao mês. Essas são algumas condições oferecidas no Feirão Auto Verão, que começa hoje no estacionamento externo do Shopping Bela Vista, ao lado da pista de kart.
O evento contará com a participação de 14 revendas, que ofertarão mais de mil veículos usados. O Feirão acontece até domingo, 31, e deve movimentar de R$ 4 milhões.

“Para o Feirão, serão disponibilizados principalmente carros com até três anos de uso, que são os mais buscados pelos consumidores”, destaca Paulo Mascarenhas, presidente da Associação de Revendedores de Veículos da Bahia (Assoveba), realizadora do Feirão. Segundo ele, a venda de carros fabricados entre 2012 e 2015 teve, no ano passado, um aumento de 26%.

Mascarenhas ressaltou ainda que, além da diferença de 15% a 20% em relação ao carro zero, os seminovos podem vir também com mais acessórios que o mesmo modelo zero-quilômetro. “Como o preço não é tabelado como nas concessionárias, na hora de comprar um veículo seminovo, o consumidor consegue pechinchar mais  e obter melhores descontos”, declarou. Com uma estimativa de tíquete médio de R$ 25 mil, a Assoveba prevê que, durante o Feirão, serão comercializados entre 160 a 200 veículos usados. Até sábado, o horário de funcionamento do Feirão é das 9h às 19h. No domingo, o evento vai ser encerrado uma hora mais cedo, às 18h.Financiamentos Com a maior economia da região Nordeste, a Bahia é o estado com o maior número de financiamentos de veículos novos e usados. A informação é da Unidade de Financiamentos da Cetip, companhia que opera o maior banco de dados privado de informações sobre financiamentos de veículos do país — o Sistema Nacional de Gravames. Entre automóveis leves, motos, autos pesados e outros, foram realizados, no ano passado,  224.616 financiamentos – queda de 17,4% em relação a 2014.

Consumidor tem 90 dias para se queixar de problemas em usados

A compra de carros  usados efetuada em estabelecimento comercial está amparada pelo Código de Defesa do Consumidor – CDC. Assim, se o veículo apresentar problemas de fácil constatação, o prazo para reclamar é de 90 dias. Se a situação não for resolvida em 30 dias, pode-se exigir a troca do veículo por outro do mesmo modelo; cancelamento da compra ou abatimento proporcional do preço.

“O consumidor pode pesquisar preços em jornais e utilizar ainda a tabela Fipe como referência”, orienta Iratan Vilas Boas, diretor de Fiscalização do Procon/BA. Segundo ele, o segundo passo é checar se as condições de pagamento oferecidas cabem no bolso. “Como se trata de um alto investimento, é preciso fazer um planejamento financeiro,  para que as prestações não comprometam o orçamento pessoal”.

No momento da compra, Vilas Boas recomenda que a pessoa leve um especialista, mecânico ou alguém que entenda de carros, de confiança, para checar as condições do produto e exigir um valor justo. “O test drive não é obrigatório, porém é mais uma arma que o consumidor pode usar para se proteger, checando se o veículo está OK antes de fechar negócio”.

É preciso, ainda, conferir  o histórico das revisões e observar se o número do chassi é o mesmo que consta no certificado de propriedade do veículo. Os números e letras do chassi e da plaqueta de identificação devem estar alinhados, com espaços regulares e contornos uniformes.

O diretor do Procon destacou também a Lei Federal 13.111/2015, que obriga os comerciantes de veículos a prestar informações em relação aos tributos incidentes, regularidade do veículo ou quaisquer outros registros limitem a  circulação veicular. “Essas informações devem estar registradas no contrato  de compra e venda”, diz.

Caso o consumidor identifique abusos aos seus direitos, pode denunciar a situação pelo e-mail  denuncia.procon@sjdhds.ba.gov.br.   Reclamações individuais podem ainda  ser feitas nas unidades de atendimento do Procon.

Fonte: Correio*

Maurílio Fontes

Proprietário, jornalista, diretor e responsável pelo Portal Alagoinhas Hoje