Estação de efluentes ampliará tratamento de esgoto em Alagoinhas

ESTAÇÃO DE TRATAMENTO 1

Alagoinhas passará a contar nos próximos meses com uma grande estação de tratamento de efluentes (ETE), nome técnico para o equipamento que receberá esgotos de diversas áreas do município. A ETE está sendo construída em uma fazenda do Serviço Autônomo de Água e Esgoto (SAAE), situada depois da Universidade do Estado da Bahia (UNEB) e antes do empreendimento imobiliário Quinta das Lagoas. 

Segundo Caio Castro, diretor geral do SAAE, a estação ampliará para 37% a captação e tratamento de esgoto no município. A vazão será de 83 litros por segundo de esgoto tratado biologicamente, sem gastos com produtos químicos . “Temos 12% de esgotos tratados e com a estação ampliaremos o serviço”, afirmou Castro ao Alagoinhas Hoje, acrescentando “que após todos os processos na ETE, o esgoto tratado será direcionado para o rio Catu, dentro das normas técnicas do Conselho Nacional do Meio Ambiente”. 

Em visita à obra na manhã desta quarta-feira (11), o prefeito Paulo Cezar assegurou ao editor do Alagoinhas Hoje que a ETE será importante para a população e indica preocupação de seu governo com o tratamento do esgoto. “É uma grande obra”, sintetizou o chefe do Executivo. 

ESTAÇÃO DE TRATAMENTO 2

Hoje pela manhã, diversas máquinas estavam em movimento e caçambas faziam o trasporte de terra. 

O investimento na construção da ETE é de R$1,6 milhão, com recursos do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC). 

Fotos: Alagoinhas Hoje

Maurílio Fontes

Proprietário, jornalista, diretor e responsável pelo Portal Alagoinhas Hoje