Economia do governo para pagar juros da dívida atinge recorde em maio

A economia do governo para pagar juros da dívida, o chamado superavit primário, somou R$ 5,957 bilhões em maio, maior valor registrado para o mês na série do Tesouro Nacional iniciada em 1997.

O resultado do mês passado foi mais que o triplo do registrado há um ano, quando valor economizado foi de R$ 1,785 bilhão.

No acumulado do ano, porém, o resultado (R$ 33 bilhões) continua abaixo do registrado no mesmo período de 2012 (R$ 46,8 bilhões).

O valor total economizado nos últimos 12 meses (R$ 74,5 bilhões) representa apenas 1,6% do PIB (Produto Interno Bruto), número bem abaixo do observado há um ano (2,2%).

O superavit primário serve para pagar os juros da dívida pública, evitando seu descontrole. Além disso, ele também é importante para limitar a expansão dos gastos públicos, tirando pressão sobre a inflação.

No momento, a política fiscal do governo é considerada expansionista pelo Banco Central, o que reforça a necessidade de novas elevações na taxa básica de juros (Selic) para conter o aumento dos preços no país.

Fonte: Folha de São Paulo

Maurílio Fontes

Proprietário, jornalista, diretor e responsável pelo Portal Alagoinhas Hoje