Dilma diz que Brasil é 'invencível', tem economia 'forte' e voltará a crescer

A presidente Dilma Rousseff disse nesta terça-feira (12), no sertão de Alagoas, que o Brasil é um país “invencível”, com uma economia “forte” e que voltará a crescer.

“O nosso país e a nossa economia é uma economia forte, mas temos que querer melhorar o nosso país”, disse a presidente durante a inauguração de 65 km do Canal do Sertão, em Água Branca (296 km de Maceió).

Dilma disse garantir que o país voltará a crescer por causa de “uma série de medidas para melhorar as condições de produção”.

“Queremos que o Brasil cresça e eu quero assegurar a vocês que o Brasil vai crescer”, disse.

“Mas não vai crescer porque nós achamos bonito falar que o PIB cresceu. Vai crescer porque isso é essencial para a melhoria de vida de cada brasileiro e de cada brasileira”, afirmou a presidente.

Dilma também fez referência à força do sertanejo que sofre efeitos da seca.

“Um país que tem um povo com a capacidade de resistir ao sertão, tendo água, oportunidades, universidades, escolas, rodovias, portos, nós somos um país invencível”, disse Dilma.

SECA

A presidente anunciou que vai “recompensar” quem perdeu o rebanho durante esta seca.

“Quando a seca passar, não basta chover. Temos que recuperar o rebanho”, afirmou. “Quero assegurar ao agricultor, ao pequeno proprietário, àquele que teve sua cabrinha morta, o seu ‘bodinho’, o seu boizinho, quero assegurar que o governo federal vai recompor isso”, disse a presidente.

Dilma também afirmou que o governo é “teimoso” e vai voltar a distribuir sementes para os agricultores, mas não citou valores.

A presidente, que veio a Água Branca inaugurar parcialmente o Canal do Sertão, que se arrasta desde 1992, anunciou mais R$ 5 milhões para a obra, que já consumiu R$ 1 bilhão.

Dilma Rousseff disse que vai “garantir ao Nordeste as mesmas oportunidades que tem no Sul e no Sudeste”.

Fonte: Folha de São Paulo

Maurílio Fontes

Proprietário, jornalista, diretor e responsável pelo Portal Alagoinhas Hoje