Busca de consenso macrorregional adia lockdown em Alagoinhas para a segunda semana de julho

Em reunião na manhã deste domingo, no gabinete do Paço Municipal, ficou decidido que o lockdown em Alagoinhas não começará na terça-feira (30) e sim na segunda semana de julho, provavelmente entre os dias 6 e 8, com previsão de sete dias.

A intenção é fazer o lockdown mais próximo do que define o termo da língua inglesa: confinamento total, apenas com funcionamento de serviços essenciais.

A busca do consenso entre os 33 municípios que compõem o Núcleo Regional de Saúde Nordeste para a definição do lockdown na macrorregião ficou sob a responsabilidade de Rogério Ribeiro Ramos, coordenador do NRS.

Segundo uma fonte do governo municipal, o conteúdo do decreto, cuja vigência expiraria amanhã, será prorrogado e valerá até 5 de julho. 

“Será um lockdown para valer em Alagoinhas”, disse a fonte, que prevê o “fechamento da cidade por sete dias, não sendo permitida a entrada e saída de pessoas, a não ser em casos excepcionais”.

O lockdown meia boca que começaria na terça-feira (30 de junho) foi adiado e a Prefeitura de Alagoinhas planeja implementar o confinamento praticamente total da cidade a partir da segunda semana de julho.

 

Maurílio Fontes

Proprietário, jornalista, diretor e responsável pelo Portal Alagoinhas Hoje