BATE PRONTO 59

A coluna Bate Pronto, sempre solicitada pelos leitores do Alagoinhas Hoje, está à disposição daqueles que gostam de informações dos bastidores da política municipal. A política real se passa muito mais no “breu das tocas” do que à luz do dia. Aqui, também, os leitores encontrarão opiniões e registros de fatos que não serão lidos em veículos de internet da cidade. Agradecemos a audiência e reafirmamos o compromisso de publicar com mais regularidade a coluna ao longo de 2015. 

Candidatura?

Melhor, por enquanto, que o vereador Radiovaldo Costa (PT) pare de falar em candidatura à Prefeitura de Alagoinhas. A pergunta de qualquer interlocutor já está pronta: “Joseildo vai deixar”?  Ulysses Guimarães dizia: “Em política, toda vez que é preciso explicar, não é bom.”  Haja saliva para tanta argumentação. O silêncio, neste momento, é a melhor estratégia. 

Sombra

A mudança de mãos de partidos nanicos em Alagoinhas tem os dedos de um empresário da cidade, que possui negócios com o poder municipal e governo do estado. Ele não aparece, mas já controla três pequenas legendas. O empresário está se cacifando para 2016 e certamente vai querer participar da movimentação das peças do xadrez eleitoral em Alagoinhas. Política e negócios são irmãos siameses.

Novela mexicana

A permanência ou saída de Jenser Souza da secretaria municipal de Agricultura se transformou em uma novela mexicana, com roteiro pífio e pouco enriquecedor para os espectadores. Comunicou sua intenção de sair em reunião do prefeito com o secretariado. Depois submergiu. Questionado, foi irônico. Não disse sim, muito menos não. Há versões para todos os gostos. Umas, boas. Outras, nem tanto.

SEMAG

Três fontes revelaram ao Alagoinhas Hoje que o grupo do deputado federal Paulo Azi (DEM) tem interesse de indicar o futuro titular da Secretaria Municipal de Agricultura. O grupo Chico Reis também estaria se movimentando nos bastidores. A pasta, entretanto, continua sob a direção de Jenser, que trabalharia, de acordo com uma fonte, para assegurar um nome vinculado a ele. A SEMAG é noiva sem recursos financeiros, mas bastante cobiçada. Deve ter alguns atributos invisíveis para os olhos dos pobres mortais. 

Sumiço

O ex-vereador Elionaldo Teles, superintendente da BAHIATER, sumiu completamente da “vida política” de Alagoinhas. Perdeu fôlego eleitoral e dificilmente terá chances de disputar espaço na chapa majoritária do PT. O burocrata se sobrepôs ao político.

UFNB

O deputado estadual Joseildo Ramos (PT) é o único político com base eleitoral em Alagoinhas que está participando do processo de discussão da Universidade Federal do Nordeste da Bahia. Dos outros, apenas o silêncio.

Mãe bondosa

Alagoinhas é uma mãe bondosa que a todos acolhe. Principalmente se o sujeito tiver fluência e “apresentar” um passado recheado de coisas boas. Olhos abertos não fazem mal a ninguém. Hoje, com as facilidades da internet, uns poucos cliques podem desconstruir a possível desfaçatez.

PTC

O Alagoinhas Hoje fez várias críticas ao ouvidor da Prefeitura de Alagoinhas, Jessé Bico de Pena. Mas do ponto de vista político não pode negar sua coragem ao revelar que o PTC tem candidato à Prefeitura de Alagoinhas. Está faltando têmpera a muitos homens que militam na política do município. Optam por se esconder atrás do off quando fazem críticas ao prefeito e à candidatura da arquiteta Sonia Fontes.

Memo

O ainda vereador Luiz Sérgio Memo (PMDB), suplente de Jenser Souza, anda acabrunhado e com um monte de papéis que teriam efeito explosivo se chegarem ao conhecimento da imprensa e do grande público. Pressões de todos os lados visam deixar tudo como está: ou seja, as broncas com Memo e os benefícios para outros.

Saída

A professora Ana Costa, nome sempre lembrado para compor chapas majoritárias em Alagoinhas, estaria de saída do PSB. O destino  partidário ainda não é conhecido.

Artigo

A previsibilidade do governo Paulo Cezar, registrada em artigo, teve grande repercussão na redes sociais. No grupo Alagoinhas Notícias, do WhatsApp, a discussão foi intensa com opiniões quase que unânimes a favor da “tese” do âncora do Alagoinhas Hoje. Dentro do governo, o artigo também repercutiu. Com aprovação, registre-se.

Carapuça

A carapuça de “sem votos” caiu como uma luva em alguns postulantes à Prefeitura de Alagoinhas. O direito de concorrer, dentro das regras eleitorais, é inalienável. Mesmo com programas fora da realidade para os padrões alagoinhenses. Deixarão, no máximo, um legado futurista. O que também é bom. Daqui a 100 anos alguém se lembrará deles. Com aprovação, apoio ou escárnio. Só o tempo dirá. 

 

Maurílio Fontes

Proprietário, jornalista, diretor e responsável pelo Portal Alagoinhas Hoje