“Carta de Alagoinhas” foi entregue à chapa oposicionista pelo Diretório Municipal do PMDB

O Diretório Municipal do PMDB entregou ontem  aos componentes da futura chapa majoritária oposicionista – Paulo Souto, Joaci Góes e Geddel Veira Lima –  um documento denominado Carta de Alagoinhas, assinado pelo ex-vereador Gustavo Carmo, no qual constam diversas reivindicações em várias áreas: saúde, infraestrutura, educação, cultura, esporte, segurança. O Alagoinhas Hoje publica a carta para que a comunidade tenha conhecimento e possa, no futuro, cobrar dos políticos ações efetivas para o desenvolvimento do município. Independentemente dos resultados eleitorais.

“CARTA DE ALAGOINHAS”
PROPOSIÇÕES PARA A REGIÃO NORDESTE DO ESTADO DA BAHIA.

Aos Ilustríssimos Senhores
Paulo Ganem Souto, Joaci Góes e Geddel Vieira Lima
Com o coração em festa recebemos hoje a chapa majoritária da verdadeira oposição baiana, encabeçada por Paulo Souto e que conta também com a presença valorosa do entusiasta empresário Joaci Góes e do amigo de nossa terra, candidato ao Senado da República, o companheiro Geddel Vieira Lima.

Vivemos um momento em que a Bahia precisa ser repensada celeremente, sob pena de enveredarmos em uma crise que já alcança diversos setores, como por exemplo, o da saúde e da segurança pública,que detêm índices alarmantes que nos colocam em uma posição não condizente com a magnitude do nosso Estado.

Justamente nesse contexto,a nossa Região, que tem no Município de Alagoinhas o seu exponente maior, carece de políticas públicas compatíveis com a necessidade de sua população.

Para tanto, na qualidade de presidente do PMDB/Diretório de Alagoinhas, partido que liderou as forças políticas para a redemocratização de nosso país, apresento proposições de natureza política, social e econômica, que se constituem em legitimas reivindicações do nosso povo, conforme abaixo;

Construção de uma nova maternidade em Alagoinhas, equipada inclusive com UTI neonatal, para atendimento de toda a região. Esta é uma reivindicação histórica de nossa comunidade, pois a maternidade há muito tempo já não atende de forma satisfatória as nossas necessidades.

Reestruturação do Hospital Região Dantas Bião. É evidente que o estágio atual da referida unidade de saúde oferece um atendimento extremamente precário para aqueles que o buscam. Urge, portanto,readequação e ampliação da mesma, além da incorporação de outros serviços, como por exemplo, a implantação de uma equipe de neurocirurgia no HRDB;

Atenção especial ao SAMU Regional. Já implantado na região, o referido serviço ainda carece de uma articulação mais célere por parte do Governo do Estado para um melhor atendimento do serviço em toda a Região;

Criação de um Centro de Saúde em Alagoinhas, de abrangência regional, com o objetivo específico de tratar pessoas com dependência química. Tal investimento se justifica na necessidade de se tratar a questão do vício em drogas como efetivamente uma questão de saúde publica em caráter prioritário.

Ampliação dos cursos oferecidos no Campus da Universidade do Estado da Bahia, além de sua adequação às regras de acessibilidade. Esta é sem dúvida uma ação extremamente importante, em face da necessidade de adequar a nossa UNEB à realidade socioeconômica de Alagoinhas e Região;

Criação da Universidade do Nordeste da Bahia. Já aprovada junto ao Congresso Nacional, em nível de comissões, exige esforços,junto às esferas federais, no sentido de ser implantada em nossa Região com o seu respectivo Campus instalado em Alagoinhas.

Reforma e modernização do Centro de Cultura de Alagoinhas. Tal mediada encontra-se absolutamente fundamentada na necessidade física do prédio sofrer as devidas intervenções e sobretudo na necessidade da população usufruir das atividades de cunho cultural.

Construção de um Complexo Esportivo em Alagoinhas. Ação integrada entre as esferas estadual, municipal e federal, para a construção de um Centro aparelhado para prática de diversas modalidades esportivas, pois essas práticas é que afastam os nossos jovens e adolescentes da relação perigosa, e muitas vezes letal com as drogas;

Construção da sede e incorporação de novas e adequadas viaturas para o Corpo de Bombeiros em Alagoinhas. Diante dos últimos sinistros que ocorreram em nossa cidade e região ficou evidente a necessidade de instalação permanente do Corpo de Bombeiros, como também a incorporação de novas viaturas, mais modernas e melhor equipadas, para o combate aos incêndios;

Implantação de Bases Comunitárias de Segurança. Tendo a devida consciência de que segurança pública é dever do Estado, solicitamos a efetivação dos pontos de gerenciamento de operacionalidade policial, as chamadas Bases Comunitárias de Segurança, ação a ser consolidada nos bairros com os maiores índices de violência de nossa Região;

Ampliação do sistema de monitoramento eletrônico no Município de Alagoinhas, como medida de trazer maior segurança à população através de um programa que já funciona na Cidade e que foi concebido através de parceria com a iniciativa privada.

Duplicação da BR 101. Diante da realidade de trafegabilidade na rodovia em questão, solicitamos gestão junto ao Governo Federal para a duplicação dessa rodovia que sequer foi iniciada em nosso Estado.

Recuperação da rodovia BA 504 no trecho compreendido entre os Municípios de Aramari e Ouriçangas.

Atuação junto ao Governo Federal no sentido de serem liberados os respectivos recursos para a construção da passagem de nível, sob a BR 101, ligando Alagoinhas Velha à rodovia BA 504, cujo projeto já encontra-se devidamente cadastrado no Ministério dos Transportes.

Defesa da nossa malha ferroviária. Diante das recentes medidas do Ministério dos Transportes que indicam a retirada dos trilhos da nossa Região, medida que consideramos equivocada e em desacordo com as necessidades de escoamento da produção regional, necessitamos também de gestão no sentido de se fazer justamente o inverso, ou seja, que se invista na modernização e revitalização da nossa ferrovia.

Efetiva implantação do Distrito Industrial de Sauípe (DISAI), que ainda carece de medidas céleres por parte do governo estadual, uma vez que empresas interessadas em se instalar no Município têm encontrado óbices para ingressar no referido Distrito;

Atuação mais efetiva da SEAGRI, incluindo os seus órgãos e autarquias, a exemplo da EBDA, em nossa Região, com objetivo pratico de estimular, orientar e subsidiar as atividades de cultivo e criação como forma de gerar oportunidades de trabalho e renda para os trabalhadores rurais, sobretudo os da agricultura familiar.

Definição politico administrativa do Município de Alagoinhas como polo industrial da cadeia produtiva do setor de bebidas, tornando-a oficialmente prioritária quando da instalação de novas indústrias desse segmento no Estado da Bahia.

Defesa de um novo pacto municipalista. Tendo em vista o Pacto Federativo no Brasil, que foi construído de cabeça para baixo, precisamos, com a participação do ente estadual, de uma maior cumplicidade na defesa de um municipalismo que contribua cada vez mais para descentralização dos recursos, pois é no município que a vida acontece, e nela que os cidadãos e as cidadãs precisam ser atendidos nas suas necessidades.

Esse conjunto de proposições que de forma sintética e objetiva apresentamos, inclusive propositadamente sem a devida distinção acerca das respectivas competências e responsabilidades (por serem simplesmente necessidades), merece ser aprofundado e discutido com toda a nossa comunidade e representantes locais, para que possam ser estabelecidos os devidos critérios de prioridade, em face das disponibilidades orçamentarias.

É com este pensamento que modestamente oferecemos a Carta de Alagoinhas, acreditando que ela pode contribuir para a construção de uma terra mais feliz e mais justa socialmente, pois é isso que desejam todos os baianos.

Saudações democráticas e vamos à vitória, para o bem de toda a Bahia!

Alagoinhas, 07 de Junho de 2014.

_____________________________
Gustavo Augusto de Souza Carmo
PMDB/Alagoinhas

 

 

 

Maurílio Fontes

Proprietário, jornalista, diretor e responsável pelo Portal Alagoinhas Hoje