Wagner cria a Comissão da Verdade na Bahia e afirma que vai lutar para preservação de terreiro

Na noite desta segunda-feira, dia dedicado aos Direitos Humanos, o deputado estadual Marcelino Galo (PT) esteve com o governador da Bahia, Jaques Wagner, junto com a ministra Maria do Rosário, titular da pasta no governo Dilma, para participar do ato que selou a criação da Comissão da Verdade na Bahia, que passa a investigar os crimes cometidos durante a ditadura no estado.

A assinatura do decreto estadual aconteceu durante a abertura da 1ª Mostra Cinema e Direitos Humanos na Rua, realizada em Salvador, na segunda e terça-feira, na Praça do Cruzeiro, no Pelourinho. Além disso, o chefe do executivo baiano afirmou, durante seu pronunciamento, que vai desapropriar a localidade onde funciona o terreiro de candomblé Ilê Axé Ayrá Izô, no bairro de Campinas de Brotas, em Salvador.

“Não é uma decisão que vai de encontro com o poder judiciário, mas o governador tem autonomia para desapropriar e se pela justiça os povos de terreiros não conseguiram, vamos pelo poder executivo e garantir que essas pessoas continuem cultuando sua religião no local de origem”, afirma Wagner.

Maurílio Fontes

Proprietário, jornalista, diretor e responsável pelo Portal Alagoinhas Hoje