Uma pequena análise das manifestações em Alagoinhas – Diego Caldeira

A juventude de Alagoinhas mais uma vez mostrou através do seu grito agudo que são bastante salutares essas manifestações pelas ruas da cidade.
Na terceira manifestação a demanda que possuiu maior eco foi a da redução do preço da tarifa de transporte coletivo para R$ 1,50.
Já ficou claro que o aumento das tarifas não é o único motivo das manifestações.

Na verdade, é uma série de reivindicações de direitos que está em jogo.
O povo quer menos violência e mais segurança, mais e melhores estradas, portos, aeroportos, rodovias, escolas e professores.

Todas essas exigências estão acumuladas e são as razões dos protestos.

No Brasil, deparamo-nos constantemente com casos de corrupção e de má gestão da coisa pública.

Tais acontecimentos também têm mobilizado a juventude de Alagoinhas para revelar seu descontentamento através de manifestações.
Esse descontentamento foi o combustível principal para que a população alagoinhense rompesse o marasmo em que vivia para demonstrar o desejo de mudanças, justiça e verdade.

É importante lembrar que o Grupo Vem Pra Rua Alagoinhas rejeita e abomina a violência, vandalismos ou qualquer tipo de truculência por parte de quem quer que seja.

As manifestações pelas ruas de Alagoinhas nestes últimos dias definiram uma nova etapa para a vida de nossa sociedade. O desejo por mudanças profundas, em vista do bem e da justiça, e o resgate da voz da cidadania nos convidam a participar contribuindo de maneira cidadã, e pela força de nossa fé, com a construção de uma nova Alagoinhas e também de um novo Brasil.

Alagoinhas precisa mudar para avançar. Todos nós somos convocados a contribuir. Vamos dar apoio às manifestações pacíficas e trabalhar por seus desdobramentos positivos.

Toda população Alagoinhense é chamada, deve participar e contribuir na construção e aperfeiçoamento do nosso país.

Pedimos aos manifestantes alagoinhenses que continuem a divulgar seus pensamentos, recorrendo, sempre, e somente, aos meios pacíficos de expressão.

Esperamos que essas vozes que vêm das praças, pontos de ônibus e das manifestações possam ser ouvidas e compreendidas.

Diego Caldeira é estudante, tem 20 anos, e pretende cursar a graduação de Engenharia Mecatrônica. Participou da três manifestações organizadas pelo Grupo Vem Pra Rua Alagoinhas

 

 

Maurílio Fontes

Proprietário, jornalista, diretor e responsável pelo Portal Alagoinhas Hoje