Sob comando feminino, Cultura vai para secretaria

adriana-rattes

Após críticas relativas à extinção do Ministério da Cultura e à falta de mulheres no primeiro escalão do novo governo, o presidente em exercício Michel Temer (PMDB) criará uma Secretaria Nacional de Cultura ligada à Presidência da República e estuda nomes femininos para comandá-la.

Segundo informações do Globo, a ex-secretária de Cultura do Estado do Rio de Janeiro, Adriana Rattes, é uma das cotadas para assumir o posto. Ela é ligada ao PMDB fluminense. Como secretária, Adriana enfrentou reações por defender as Organizações Sociais (OS) para gerir órgãos ligados à pasta.

O novo órgão não teria o status de ministério. A fusão da Cultura ao Ministério da Educação, sob o comando de Mendonça Filho (DEM), gerou fortes críticas da classe artística. Uma carta aberta foi divulgada pela Associação Procure Saber, formada por músicos como Caetano Veloso, Chico Buarque, Djavan e Marisa Monte, e pelo Grupo de Ação Parlamentar Pró-Música (GAP), que reúne Sérgio Ricardo, Ivan Lins, Frejat, entre outros.

Fonte: bahia.ba

Maurílio Fontes

Proprietário, jornalista, diretor e responsável pelo Portal Alagoinhas Hoje