Shoppings ficam vazios após cobrança de estacionamentos

Poucos veículos no primeiro sábado após a cobrança - Foto: Fernando Vivas l Ag. A TARDE

Cinco dias após começarem a cobrar pelas vagas de estacionamento, os shoppings de Salvador já apresentam uma queda visível no fluxo de clientes. O primeiro final de semana sem a gratuidade foi marcado por estacionamentos, lojas e praças de alimentação vazios.

No Shopping da Bahia, poucos clientes circulavam pelos corredores por volta do meio-dia, horário em que o movimento costuma ser grande aos sábados.

Já no Piedade, que ao lado do Center Lapa tem o preço mais caro entre todos os estabelecimentos (R$ 8), vendedores quase não tinham quem atender. Os poucos clientes que circulavam no centro, na manhã de ontem, usavam o prédio como ligação da Estação da Lapa com a Av. Sete de Setembro.

Sinal amarelo

Segundo vendedores ouvidos, patrões já se preocupam com a iminência da queda nos lucros. Já os funcionários temem que demissões sejam feitas para reduzir gastos.

De acordo com o presidente regional da Associação Brasileira de Shopping Centers (Abrasce), Edson Piaggio, só será possível fazer uma avaliação precisa sobre o impacto do inicio da cobrança a partir da próxima semana.

Isso porque, segundo ele, a saída das pessoas da cidade, por causa do feriado de São João, teve influência no fluxo dos shoppings.

“Essa é uma semana sacrificada, atípica, porque saíram 500 mil pessoas de Salvador para curtir o São João fora”, disse.

Ainda conforme Piaggio, o Shopping Bela Vista, único dos grandes estabelecimentos a permanecer sem cobrar pelo estacionamento, alegou “questões técnicas” para não acompanhar a decisão dos concorrentes.

O presidente da Abrasce nega que exista uma pressão dos outros shoppings sobre o Bela Vista para que o centro comercial inicie a cobrança. “Essa é uma decisão individual”, afirmou.

Fonte: A Tarde

Maurílio Fontes

Proprietário, jornalista, diretor e responsável pelo Portal Alagoinhas Hoje