São João: condutores devem redobrar a atenção nas estradas

Levantamento junto à PRF e ao Dnit aponta 26 trechos arriscados nas rodovias - Foto: Marco Aurélio Martins | Ag. A TARDE | 26.03.2015

Com a proximidade do feriado do São João, milhares de pessoas deixam a capital baiana para aproveitar os festejos no interior. Com isso, o fluxo de veículos nas rodovias tende a aumentar pelo menos 50%, segundo as polícias rodoviárias estadual (PRE) e federal (PRF). Quem vai pegar a estrada deve redobrar a atenção em alguns trechos das principais rodovias do estado.

A TARDE fez um levantamento junto à PRF e ao Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit) e detectou pelo menos 26 pontos, das oito principais estradas federais que cortam a Bahia, em que os condutores precisam ficar atentos para evitar acidentes.

Um dos principais alertas da PRF é a presença de animais na pista em diversos trechos, o que pode causar acidentes. De janeiro ao último dia 15, o órgão já retirou 828 animais soltos na margem das rodovias.

Outro problema frequente nas estradas são os buracos que surgiram com os últimos períodos chuvosos. Quem vai para o tradicional São João de Senhor do Bonfim, por exemplo, deve ficar atento a um trecho de dois quilômetros da BR-407, entre Tijuaçu e este município, devido à incidência de crateras. Obras estão sendo realizadas nesta rodovia.

As ultrapassagens perigosas ou em locais proibidos são outro ponto importante. Mesmo onde não há  buracos na pista, a atenção deve ser redobrada por conta do aumento do movimento. “É um período em que o fluxo cresce e há tráfego de veículos pesados, além da incidência de chuvas. Por isso, ultrapassar fica mais complicado”, afirma o policial rodoviário federal Rafael  Silva.

Na BR-324, para não atrapalhar a fluidez, a concessionária ViaBahia suspendeu todas as obras realizadas na rodovia. No São João do ano passado, a PRF registrou 229 acidentes, com 133 feridos e 14 mortos. Os agentes irão atuar na fiscalização de alcoolemia e ultrapassagem proibida, principais causas de acidentes, dentre outras infrações.

Condição das BRs

Quem deixa Salvador pela BR-324 encontra uma rodovia em boas condições, com  alguns buracos pequenos, mas sinalização  boa. Condutores devem desembolsar R$ 3,80 em média para pagamento de tarifa de pedágio se for até Feira de Santana.

Se a viagem for para cidades ao longo da BR-116 Norte, os condutores acessam um trecho do anel de contorno, com partes esburacadas e sem iluminação e, na rotatória, entra na referida rodovia. Até a cidade de Serrinha,  as condições são boas, com sinalização adequada, mas há trechos sem acostamento ou em estado de conservação ruim.

O mesmo ocorre até Tucano, onde é preciso atentar para a presença de animais na pista. Já no trecho de Uauá, em obras, deve-se ter cuidado com trabalhadores na pista.

No caso de o destino ser a Chapada Diamantina,  a BR-116 Sul está em bom estado e duplicada até o Paraguaçu, mas ao entrar na BR-242 até Itaberaba, o condutor enfrenta trechos em obras e com buracos.

Na BR-242, entre Itaberaba e Lençóis, há grande fluxo de veículos de carga, então é preciso ter mais atenção durante as ultrapassagens.

Cinco rodovias são apontadas como as mais perigosas

Segundo a PRE, as rodovias estaduais com maior número de acidentes no São João do ano passado são as BAs  001 (Bom Despacho-Nazaré-Porto Seguro), 099 (Estrada do Coco), 093 (Simões Filho-Dias D’Ávila), 262 (Ibicuí-Vitória da Conquista-Anagé) e 522 (Candeias-São Francisco do Conde).

Respeitar os limites de velocidade e não ultrapassar em locais proibidos são orientações do órgão para evitar acidentes. A PRE informou que o policiamento será intensificado nas vias de acesso das tradicionais cidades com festejos juninos.

Na BA-523, a equipe de A TARDE  observou alguns buracos na rodovia, que dá acesso a cidades da Grande Salvador. Segundo a Superintendência de Infraestrutura de Transportes da Bahia (SIT), o serviço de manutenção na estrada “já teve início, porém, devido ao mau tempo, foi interditado”.

Informou ainda que está realizando intervenções, entre outras, nas BAs 026 (que dá acesso a Amargosa), 130 (Ibicuí), 878 (Saubara) e 511 (Capoeiruçu).

Quem passar pelas regiões oeste e sudeste da Bahia neste São João deve ficar alerta para trechos como os da BR-135, entre São Desidério e Correntina, e da BA-263 na Serra do Marçal, região de Vitória da Conquista. As duas rodovias têm longas extensões sem acostamento e locais onde o mato esconde as placas de sinalização.

“A Serra do Marçal, embora com pavimentação boa, pela grande quantidade de curvas, é sempre perigosa para quem não conhece”, disse o chefe do setor de planejamento da PRE de Vitória da Conquista, tenente PM José Carlos Ribeiro.

A SIT informou que uma equipe iniciou ontem o serviço de manutenção, com roçagem e sinalização na Serra do Marçal, na BA-263.

Fonte: A Tarde

Maurílio Fontes

Proprietário, jornalista, diretor e responsável pelo Portal Alagoinhas Hoje