Primeiro deputado condenado pelo STF na Lava Jato morre de coronavírus

O primeiro parlamentar condenado pelo Supremo Tribunal Federal (STF), no âmbito da Operação Lava Jato, morreu no domingo (12), em um hospital particular de Francisco Beltrão, no Paraná, após contrair a Covid-19, doença causada pelo novo coronavírus.

Nelson Meurer (PP-PR), que foi deputado entre 1995 e 2018, tinha 77 anos e estava preso desde outubro de 2019 pelos crimes de corrupção e lavagem de dinheiro, na Penitenciária de Francisco Beltrão. Ele foi condenado pelo STF enquanto ainda exercia o mandato na Câmara, em maio de 2018.

De acordo com denúncia da Procuradoria-Geral da República (PGR), avalizada pelo Supremo, o parlamentar recebeu R$ 29,7 milhões em 99 repasses mensais de R$ 300 mil, operacionalizados pelo doleiro Alberto Youssef. O filho dele, Nelson Meurer Jr., também foi condenado por corrupção passiva no mesmo caso.

O ex-deputado era diabético, hipertenso e tinha problema renal crônico. Com informações do Congresso em Foco.

 

 

Maurílio Fontes

Proprietário, jornalista, diretor e responsável pelo Portal Alagoinhas Hoje