“Parece que a oposição não quer um final feliz para a novela do metrô”, acusa Joseildo

O deputado Joseildo Ramos (PT), presidente da Comissão de Constituição e Justiça da Assembleia Legislativa da Bahia, rebateu nesta quarta-feira (21) as declarações do deputado Elmar Nascimento (PR) sobre o início do processo de licitação do Sistema Metroviário Salvador e Lauro de Freitas. O líder da oposição sugeriu o cancelamento da licitação das obras que despertaram o interesse de um grupo, que foi a Companhia de Participações em Concessões (CPC), controlada pelo grupo CCR. “Parece que a oposição não quer um final feliz para a novela do metrô, mas o governo vai descascando um abacaxi que eles plantaram, resolvendo definitivamente o problema”, alfinetou Joseildo.

Para o deputado, não há qualquer suspeita sobre o processo licitatório, mesmo com a participação de apenas um consórcio. “Tudo está sendo feito de forma transparente, com o governo, inclusive, estabelecendo uma taxa de retorno que onere menos o estado”, ressaltou. Além de exigir experiência mínima de operação do sistema para 250 mil passageiros, o edital de licitação prevê uma taxa de retorno de investimento de 8% no estado. O percentual é menor do que o estabelecido em outras linhas de metrô como a de São Paulo, que é de 9%. “É melhor o deputado Elmar ouvir a população de Salvador e Lauro de Freitas e perguntar ao prefeito ACM Neto (DEM) sobre a sugestão dele de atrasar mais ainda as obras”, disparou.

O cronograma do governo prevê o funcionamento da primeira etapa da Linha 1 (Retiro-Estação da Lapa) até a Copa do Mundo e a ligação até a Estação Pirajá ficará pronta entre dezembro de 2014 e janeiro de 2015. O prazo total para implementação do metrô até o Aeroporto (ponto final da Linha 2) é de 42 meses.

Fonte: Assessoria de Imprensa do deputado Joseildo Ramos

Maurílio Fontes

Proprietário, jornalista, diretor e responsável pelo Portal Alagoinhas Hoje