Vereador Djalma Santos é contra projeto de lei que modifica gratuidade no transporte coletivo – Exclusiva

O Alagoinhas Hoje fez contato com o vereador Djalma Santos (PRB) e o questionou sobre sua posição acerca do Projeto de Lei Complementar 006/13, de autoria dos vereadores José Cleto, Caio Ramos, Roberto Torres, Lenaldo Simões e Jorge da Farinha, que pretende elevar a gratuidade no transporte coletivo dos atuais 60 anos para 65.

Djalma afirmou que hoje é contra porque acredita que existem outras formas para remunerar as empresas: acabar com a gratuidade dos carteiros; melhorar a pavimentação da cidade para diminuir os prejuízos das empresas; providenciar vale transporte para os agentes de endemias, pagos pela Prefeitura de Alagoinhas, e outros profissionais do serviço público municipal que utilizam o transporte diariamente com objetivo de desempenhar suas atividades.

Ele entende que o tema deve ser amplamente discutido pela Câmara de Vereadores e a sociedade com objetivo de encontrar as melhores alternativas. “Os empresários devem apresentar as planilhas de custos e mostrar a todos nós a situação financeira atual em função do não reajuste da tarifa”, afirmou.

Para o vereador, se o projeto tivesse vindo do Executivo, com explicações convincentes e as cobranças que a administração municipal faria aos empresários para melhorar o sistema, ele poderia adotar outra postura, inclusive votando a favor. “Acredito que o reajuste da tarifa, se bem negociado, explicado e discutido amplamente geraria menos desgastes”, salientou.

Exercendo seu primeiro mandato, Djalma disse que só vota a favor dos projetos que considera benéficos para a sociedade, após se convencer sobre os objetivos do Executivo ou mesmo dos vereadores autores.

 

 

 

Maurílio Fontes

Proprietário, jornalista, diretor e responsável pelo Portal Alagoinhas Hoje