O que está por trás da exoneração de José Eduardo “Jovem” da Silva de cargo do segundo escalão da Secretaria de Saúde? – Maurílio Fontes

A exoneração de José Eduardo “Jovem” da Silva, que deveria ser apenas mais um procedimento administrativo corriqueiro da gestão pública, está resvalando para bastidores pouco ortodoxos.

“Jovem” ocupou até o dia 16 de agosto a Diretoria de Estruturação e Manutenção (CC-2) da Secretaria Municipal de Saúde (SESAU), setor responsável por construções e reformas das unidades da pasta, que também aprova despesas necessárias para investimentos e intervenções.

Três fontes do Alagoinhas Hoje, sob condição de anonimato, informaram que a exoneração de “Jovem” extrapolou as práticas cotidianas da gestão pública e estariam vinculadas à pressões sofridas pelo experiente gestor de saúde, que, ao não aceitá-las, foi exonerado.

As fontes não identificaram precisamente a origem das pressões, mas garantiram, em momentos distintos, que elas existiram. Nenhuma das três fontes ficou sabendo das conversas sobre a exoneração de “Jovem”.

No dia 18, por cinco vezes, tentei falar com “Jovem” para saber os motivos de sua exoneração: ele atendeu a uma das ligações, afirmou que estava em consultório médico (cardiologista) e que poderia falar mais tarde. Depois, não atendeu a nenhuma ligação.

Uma mulher, presumivelmente sua esposa, atendeu a uma das ligações, mas informou que “Jovem” havia saído e esquecido o celular em casa.

Ontem (19), mais uma ligação, que também não foi atendida.

Na única conversa que mantive com “Jovem”, de pouco mais de um minuto, perguntei se a consulta cardiológica tinha a ver com a exoneração e seus desdobramentos.

Ele negou e afirmou que o agendamento da visita ao médico foi anterior ao fato.

No entanto, um amigo dele, que mantém proximidade comigo, informou que ele ficou muito triste e abatido.

“Jovem” milita na área de saúde há mais de 35 anos e é (era) um dos amigos mais próximos do prefeito Joaquim Neto. Mesmo assim, o secretário de Saúde, Rodrigo Matos, teve força para rebaixar a função de “Jovem”, que agora não tem poder de decisão, ao contrário do cargo anterior, estratégico na estrutura da secretaria e movimentador de milhões de reais.

A diretoria passou a ser ocupada por Luana Fonseca Pimentel, namorada de Tácio Bezerra, cunhado do secretário Rodrigo Matos, atualmente lotado na Secretaria de Relações Institucionais. Anteriormente, Bezerra ocupava função comissionada de segundo escalão na Secretaria Municipal de Saúde (Diretoria de Auditoria).

Uma fonte do Alagoinhas Hoje informou que Bezerra continua atuando na Secretaria de Saúde, embora lotado oficialmente na Secretaria de Relações Institucionais, atualmente sem titular. Portanto, Tácio Bezerra não tem superior imediato e pode se movimentar como quiser.

Silêncio

O fato abalou a família de “Jovem” e ele optou por ficar em silêncio. Silêncio que fala por si só e indica a possível existência de pressões.

Duas conversas que registram o suposto fato estão em meu WhatsApp.

Outra conversa aconteceu via celular com Júlio Augusto, meu parceiro no site Alagoinhas Hoje, e também possui o mesmo teor: exoneração pelo posicionamento contrário de “Jovem” aos interesses dos gestores da Secretaria de Saúde.

Além de trabalhar para a exoneração de José Eduardo “Jovem” da Silva, o secretário de Saúde teria ligado e o questionado quanto às versões que estaria apresentando em “petit comitê”  acerca de seu desligamento da Diretoria de Estruturação e Manutenção.

E ainda deu um esporro em “Jovem”, que tem idade para ser seu pai, e muito mais experiência na gestão da saúde pública.

Pode-se supor que o secretário quisesse que “Jovem” engolisse secamente a demissão e não a comentasse sequer com familiares e amigos mais próximos?

Um quase neófito na política, Matos não sabe que conversa de mais de dois é comício.

Uma quarta fonte, na manhã deste domingo, informou que as filhas de “Jovem” estão revoltadas por três motivos: as pressões sofridas; a antiga antiga amizade com o médico e prefeito Joaquim Neto, que não foi levada em consideração; a maneira descortês, colocada em prática pelo secretário Rodrigo Matos, antes da exoneração e depois da publicação do decreto de mudança de função de “Jovem” na estrutura da Secretaria Municipal de Saúde.

 

Maurílio Fontes

Proprietário, jornalista, diretor e responsável pelo Portal Alagoinhas Hoje