No Dia Nacional de Luta 600 pessoas caminharam e protestaram nas ruas de Entre Rios

MOVIMENTO ENTRE RIOS 1 Acompanhando as manifestações que tomaram conta do país, a cidade de Entre Rios foi o palco, ontem, de um espetáculo de consciência e cidadania.

A caminhada contou com pelo menos 600 pessoas, que saíram da Praça Barão do Rio Branco, e teve como ponto marcante o fechamento por cerca de uma hora da BR 101, rodovia que corta o município.

O ato coordenado por sindicatos municipais e pelo Movimento Popular da Juventude Entrerriense (MPJE) mostrou aos entrerrienses que juntos eles podem fazer muito mais pela sociedade.

O clima de insatisfação e mudança ficou bem expresso na fala de Cláudio Santana, presidente do Sindicato dos Servidores Públicos de Entre Rios – SINSPERO -: “O ato de hoje prova que a mobilização na base promovida por todas as entidades participantes e o corpo-a-corpo realizado pelo MPJE apresentaram resultados, porque a maioria das pessoas era jovem. Isto é muito importante, pois Entre Rios é historicamente comandada por gestores que atuam como se o povo e os servidores públicos fossem gado ou como se a cidade fosse uma de suas fazendas. A população está começando a acordar e nós vamos estar juntos! Este é o caminho para combatermos de verdade esta tirania, a desumanidade no trato com os entrerrienses, o nepotismo e a incompetência que impera na nossa terra. Isto é política de fato, é política que transforma e liberta”.

Lani Almeida, uma das coordenadoras do MPJE, deixou clara que a proposta é somar forças entre jovens e trabalhadores: “Ontem, foi um dia histórico na cidade de Entre Rios, marcado por uma manifestação que conseguiu parar a cidade, com centenas de pessoas nas ruas e o fechamento do comércio”, afirmou, acrescentando que “é de extrema importância a juventude ter se colocado disposta a participar de lutas sociais que visam defender a classe trabalhadora, e aqui não foi diferente, por toda parte vimos os jovens com seus cartazes irreverentes, e vimos também os sindicatos e trabalhadores independentes, calejados na luta. É a soma dessas forças que pode recriar a nossa sociedade”.

A luta, que teve como foco, melhorias nas áreas de educação e saúde, levou às ruas muitas outras pautas, inclusive nacionais, e colocou Entre Rios no caminho das discussões que acontecem em várias partes do Brasil.

Agora, que os movimentos sociais demonstraram capacidade de organização, o objetivo é levar às ruas um novo ato com mais força e participantes do que no primeiro.

MOVIMENTO ENTRE RIOS 2Alagoinhas Hoje com Diário de Entre Rios

Fotos: Diário de Entre Rios

 

Maurílio Fontes

Proprietário, jornalista, diretor e responsável pelo Portal Alagoinhas Hoje