Neojiba se lança em território europeu durante a sexta turnê

neojiba_1661641

O Neojiba pisa pela sexta vez em solo internacional para mais uma turnê. Agora, na Itália, França e Suíça. A principal formação musical do programa Neojiba (Núcleos Estaduais de Orquestras Juvenis e Infantis da Bahia) vai levar um repertório   variado,  que contempla desde as sinfonias clássicas, como a  nº 4 de Tchaikovsky,  até os Choros nº 6 de Villa-Lobos e composições  populares (Tico-Tico no fubá).

Os 104 jovens músicos  que viajam sexta-feira vão apresentar cerca de 15 obras diferentes,  com a regência do maestro e diretor artístico  Ricardo Castro. “Talvez essa seja a turnê mais desafiadora. É uma oportunidade única para eles interagirem com novas culturas, outras línguas e o que há de mais sofisticado na prática orquestral”, comenta o maestro.

A turnê segue até 13 de setembro. Começa  na Suíça, onde a orquestra vai participar do Festival de Montreux como residente, ou seja, a cada dia vai apresentar um concerto diferente. Também faz espetáculo nas cidades italianas de Florença, Roma, Rieti, Rimini e Perugia e, pela primeira vez,  em Paris, na França. Toda a viagem será custeada pelos promotores internacionais.

O programa existe há oito  anos e contribui para o desenvolvimento social por meio da música de câmara. Segundo o secretário Geraldo Reis, da Secretaria de Justiça, Direitos Humanos e Desenvolvimento Social (SJDHDS), 60% da famílias dos participantes possuem renda mensal de até dois salários mínimos. “Isso comprova a excelência do grupo e  o caráter social do programa”, afirma.

Nas palavras da violinista  Júlia Klaudat, “a minha peça preferida é o Choro, de Villa- -Lobos. Por ser uma demonstração da brasilidade na música erudita”, destaca.

Fonte: A Tarde

Maurílio Fontes

Proprietário, jornalista, diretor e responsável pelo Portal Alagoinhas Hoje