Mutuários realizam manifestação contra atraso do Residencial Águas do Viver

ÁGUAS DO VIVER 2

Amanhã, a partir das 7 horas, mutuários da Caixa Econômica Federal que adquiriram unidades habitacionais do residencial Águas do Viver, no Mangalô, realizam manifestação em frente à obra para protestar contra os sucessivos atrasos da Atrium Construções & Empreendimentos.

O desrespeito do cronograma de finalização do condomínio está causando diversos prejuízos às 500 famílias que financiaram seus imóveis na esperança de obter no prazo esperado as chaves das unidades habitacionais.

Mas não foi o que aconteceu e o atraso é de quase dois anos.

A manifestação, de acordo com o vereador Radiovaldo Costa, é a forma de denunciar novamente o descaso da construtora e os prejuízos que as famílias estão enfrentando. “Mais do que isso, os sonhos dos mutuários se transformaram em pesadelos muito reais, impactando nas finanças daqueles que pagam aluguéis e ainda precisam custear diversas taxas relativas à construção do condomínio”, registra Costa.

Para ele, depois de tanto tempo e de diversas protelações, as desculpas da Atrium não são mais admissíveis. “As famílias, ao que se sabe, passarão mais um Natal sem concretizar o sonho da casa própria”, salienta o parlamentar.

O site tentou contato com o engenheiro responsável pela obra, por duas vezes, mas não obteve sucesso.

Maurílio Fontes

Proprietário, jornalista, diretor e responsável pelo Portal Alagoinhas Hoje