Mulher Democratas promove debate e inaugura agenda de trabalho

As perspectivas e os desafios da mulher na política nortearam o primeiro debate promovido pelo núcleo feminino do DEM, recém-criado pelo presidente estadual da legenda, deputado Paulo Azi, e batizado de Mulher Democratas. O encontro, que aconteceu na noite desta quarta-feira, 24, na sede do DEM em Salvador, foi prestigiado pela gestora do Movimento de Ação e Integração Social – Mais Social, dona Maria do Rosário Magalhães, mãe do prefeito ACM Neto, por dezenas de mulheres interessadas no tema, além de uma comitiva de Itabuna trazida pela palestrante do evento e presidente do diretório do DEM no município, Maria Alice Araújo Pereira. Além do deputado Paulo Azi, que fez a abertura do encontro, outros homens do partido também fizeram questão de apoiar o DEM Mulher, a exemplo do presidente municipal Heraldo Rocha e do presidente da Juventude Democratas, Bruno Alves.

Para Paulo Azi o Mulher Democratas vem contribuir com a luta diária do partido em seu amplo movimento de buscar as transformações sociais que o país necessita. Ele ressaltou as qualidades femininas que fazem a diferença no cenário político, como a determinação, a sensibilidade, a ética e o comprometimento, características imprescindíveis no âmbito de um partido que, segundo ele, é qualitativamente o maior partido de oposição no Brasil. Rosário Magalhães, do Mais Social, também destacou o papel e a visão plurais que credenciam e dão eficiência às realizações das mulheres nas mobilizações sociais. Ela se colocou à disposição do núcleo e assegurou o total apoio do prefeito ACM Neto, não apenas por ser do DEM, mas pelo seu perfil e empenho em mudar a realidade social da cidade. A presidente do núcleo, Isabella Barreto, considerou o evento como a largada da agenda de trabalho do núcleo, que estará voltado para as ações sociais, com foco no atendimento e na informação sobre a saúde e os direitos da mulher.

Segundo a palestrante Maria Alice, a pequena participação da mulher na política, apesar de ser maioria do eleitorado, deve-se à ausência do espírito de corpo entre as próprias mulheres. “O nosso trabalho inclui também a conscientização de que mulher pode apostar, confiar e votar na mulher”, disse, observando que , embora lentamente, o número de mulheres no Executivo e casas legislativas vai se ampliando cada vez mais.

Fonte: Assessoria de Imprensa do DEM

MULHER DEMOCRATA

 

Maurílio Fontes

Proprietário, jornalista, diretor e responsável pelo Portal Alagoinhas Hoje