“Mostra Cinema Petrobras em Movimento” no Centro de Cultura de Alagoinhas

Informamos que nos meses de setembro e outubro do corrente ano teremos os filmes, do Cinema Petrobras em Movimento – projeto de democratização do acesso ao cinema nacional através da difusão e exibição de filmes de curtas e longas metragens da mais recente produção brasileira, patrocinado pelo Sistema Petrobras (Petrobras Distribuidora, Petrobras e Transpetro) -, À Beira do Caminho, Xingu e Peixonauta – Agente Secreto da O.S.T.R.A.

Seguem abaixo, detalhamento dos filmes e datas de exibição.

O quê: CPCV – Terças na Tela

Quando: 03 e 10 de setembro

Onde: Espaços Culturais da Secult, salvo Xisto Bahia, Guanambi e Itabuna.

Filme: Xingu

Lançamento: 2011 (Brasil)

Direção: Cao Hamburger

Duração: 102 min.

Gênero: Drama

Classificação: 12 anos / Downtown / Sony Pinctures / Rio Filme

Sinopse: Três irmãos decidem viver uma grande aventura. Orlando (Felipe Camargo), 27 anos, Cláudio (João Miguel), 25, e Leonardo (Caio Blat), 23, Villas-Bôas alistam-se na expedição Roncador-Xingu e partem numa missão desbravadora pelo Brasil Central. A saga começa com a travessia do Rio das Mortes e logo os irmãos se tornam chefes da expedição e se envolvem na defesa dos índios e de sua cultura, registrando tudo num diário batizado de “Marcha para o Oeste”. Numa viagem sem paralelo na história, com batalhas, 1.500 quilômetros de picadas abertas, mil quilômetros de rios percorridos, 19 campos de pouso abertos, 43 vilas e cidades desbravadas e 14 tribos contatadas, além das mais de 200 crises de malária, os irmãos Villas-Bôas conseguem fundar o Parque Nacional do Xingu, um parque ecológico e reserva indígena que, na época, era o maior do mundo, do tamanho de um país como a Bélgica. Na aventura, os irmãos Villas-Bôas conseguem passar pelo território Xavante, de índios corajosos e guerreiros sem nenhuma baixa de ambos os lados. Ao recontar a saga dos irmãos, o longa acompanha essa grande luta pela criação do parque e pela salvação de tribos inteiras que transformaram os Villas-Bôas em heróis brasileiros.

Fontes: 

Jô Corrêa – Coordenadora do C. de Cultura de Alagoinhas

Diretoria de Espaços Culturais – DEC

Superintendência de Desenvolvimento Territorial da Cultura – SUDECULT

Secretaria de Cultura –Ba – SECULT

 

Maurílio Fontes

Proprietário, jornalista, diretor e responsável pelo Portal Alagoinhas Hoje